O antigo guarda-redes do FC Porto, Vítor Baía, revelou que o Presidente do Benfica ligou a Pinto da Costa para confirmar se Julen Lopetegui iria continuar no Dragão ou se iriar avançar para a contratação do atual técnico do Sporting, Jorge Jesus, quando este era ainda treinador do clube encarnado.

Vieira ligou ao presidente do FC Porto a perguntar se este estaria interessado em Jesus e a resposta foi negativa. [Pinto da Costa] deu-lhe a palavra de que não queria Jesus”

Em declarações à CMTV, Baía afirmou que Pinto da Costa deu a Vieira a sua palavra de que não estava interessado em Jorge Jesus. Esta foi a confirmação de que o presidente do Benfica precisava para pensar em dispensar o treinador bi-campeão nacional na Luz e em pedir a Jorge Mendes que o colocasse num clube europeu.

Recorde-se que terão sido essas diligências, a par da sensação de Jesus de que não o desejavam na Luz, a acelerar a decisão do treinador de se mudar para o rival da Segunda Circular.

Todo o processo de mudança de Jesus de um lado para o outro da 2ª circular tem dado muito que falar. E volta agora à ribalta.  Tudo terá começado com um telefonema de um homem próximo de Bruno de Carvalho a Jesus para saber como estavam a correr as negociações de renovação contratual entre o treinador e o Benfica. Ficaram até prometidos 5 milhões por época. Estava dado o primeiro passo. A partir daqui, os telefonemas, conversas, reuniões, jantares, almoços e mensagens não pararam.

No dia 1 de Junho, Vieira terá apresentado algumas condições para renovar o contrato com as mesmas condições financeiras: um plantel constituído com 20 jogadores mais 5 jovens da formação. Mas o Presidente terá dado a entender que preferia que o treinador fosse para o estrangeiro. Teria mesmo um avião preparado com destino a Paris para negociar com o Mónaco. Jesus não estava interessado. Para sair de Portugal tinha que ser para um grande clube europeu. Mas apesar das diligências do empresário Jorge Mendes, essas portas estavam fechadas. E as coisas azedaram.

No dia seguinte o treinador bi-campeão reuniu-se com o Sporting e foram acertados todos os pormenores, enquanto Vieira ligava desesperadamente a Jesus sem obter qualquer resposta.

Segundo as declarações de Baía, o Presidente dos encarnados nunca pensou que fosse o Sporting a querer contratar Jorge Jesus. As suas preocupações sempre tiveram centradas num possível interesse por parte do FC Porto. Até porque sempre se soube da admiração de Pinto da Costa pelo treinador.