Em 2016, os ciclistas do Tour de France vão andar por Andorra e pela Suíça, além de França. O percurso, que foi esta terça-feira apresentado oficialmente, contempla a subida a uma zona do maciço do Monte Branco, o ponto mais alto dos Alpes e da Europa. O pelotão não vai escalar até aos 4.808 metros de altitude, mas terá nessa etapa uma das mais duras tiradas. Haverá também uma incursão em território helvético com Berna, a capital suíça, a receber o fim de uma etapa e o início de outra.

A chegada a Saint-Gervais Les Bains, no Monte Branco, será na 19ª etapa, a 22 de julho de 2016. Vai ser apenas a terceira vez que o Tour por ali passa. O Critérium du Dauphiné, outra prova de ciclismo muito relevante, faz por ali passagens frequentes.

Todo o percurso está aqui:

A edição de 2016 do Tour vai começar no icónico Mont St. Michel, na Normandia, e acabará, como sempre, em Paris. O final da primeira etapa será na Utah Beach, uma das praias onde as forças aliadas desembarcaram durante a Segunda Guerra Mundial.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os ciclistas vão passar ainda pelas grandes montanhas que deram fama ao Tour: Tourmalet, Mont Ventoux, Aspin… O ponto mais alto por onde o Tour vai passar em 2016 é, no entanto, nos Pirenéus. O Passo de Envalira tem 2.403 metros de altitude. A última vez que a corrida passou por ali foi em 2009 e, na altura, Sandy Casar ganhou a tirada.

Em 2015, o vencedor do Tour foi Chris Froome, da equipa Sky, que já em 2013 tinha ganhado a prova. O britânico continua a ser um dos favoritos à vitória final, tal como o colombiano Nairo Quintana (2º este ano), o espanhol Alejandro Valverde (3º) e Vicenzo Nibali, que em 2014 venceu o Tour, mas não se mostrou em tão boa forma este ano.