Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Startup Pirates Hardware Edition começa a 12 de dezembro, para ajudar a desenvolver ideias de negócio focadas num produto físico. De equipamentos industriais a linhas para produção de vestuário, wearables (tecnologia aplicada ao têxtil), robótica, energias renováveis ou cibersegurança. Dos 45 projetos selecionados para fazer a primeira apresentação, apenas 12 chegam à reta final, que termina a 19 de dezembro.

Aquele que é o primeiro evento de aceleração de hardware do país é realizado pelo programa de pré-aceleração de empresas, o StartUp Pirates, e pela recém-criada Productized, uma associação que André Marquet lançou para projetos focados em hardware. Objetivo: ajudar as empresas a ter melhores produtos.

“A ideia é criar um bom porto de abrigo para estas empresas criarem produtos. É ajudar a criar um ecossistema mais rico, mais diversificado, com uma componente tecnológica de base um bocado mais sofisticada”, explicou André Marquet ao Observador.

As inscrições para o Startup Pirates Hardware Edition acabam na quinta-feira e o perfil dos candidatos são jovens com cerca de 27 anos, com formação a nível de mestrado ou doutoramento, em áreas como design, engenharia, mecânica, eletrónica ou informática.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A iniciativa conta com o apoio da EDP e da KIC InnoEnergy, entidade que se dedica à promoção da inovação, educação e empreendedorismo na área da energia sustentável. No primeiro dia do programa, a EDP também vai desafiar os empreendedores a encontrarem soluções para oito problemas apresentados pela empresa de energia.

O programa tem um custo de 99 euros para estudantes e de 139 euros para não estudantes, que inclui refeições. Mas no final do programa, o valor da inscrição é devolvido. A 19 de dezembro, as 12 equipas vão apresentar os projetos finais na sede da Microsoft Portugal.

André Marquet foi um dos fundadores da Beta-i – Associação para a Promoção do Empreendedorismo. Saiu quatro anos depois, porque percebeu que havia espaço no mercado para lançar um programa que fosse direcionado para empresas de hardware. Em outubro, organizou a Productized Conference, 8-9 Outubro, a principal conferência de gestão de produto do país.