Segundo a Antena 1, o treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, colocou o seu lugar à disposição após a derrota com o Chelsea, que levou os dragões a não se qualificarem para a próxima fase da Liga dos Campeões. A rádio avança que haverá ainda esta noite uma reunião entre o treinador e o presidente do FC Porto, Pinto da Costa.

Os parceiros do clube, segundo a Antena 1, estarão a pressionar Pinto da Costa para aceitar a demissão do treinador, devido ao elevado investimento feito na equipa, que não teve retorno na competição.

A demissão de Lopetegui parece estar fora das cogitações de Pinto da Costa, já que, segundo fonte próxima do clube garantiu à rádio, o presidente dos dragões “dificilmente tomará uma decisão de rutura nesta altura”. “A acontecer”, explicou, “a iniciativa será (…) do treinador”. O presidente dos portistas esteve mesmo presente no treino desta quinta-feira, no Olival.

Contactado pelo Observador, o gabinete de imprensa dos dragões não confirmou a informação, dizendo apenas que “tudo o que o FC Porto comunica é através do site oficial”, e “se não há nenhuma informação no site, é porque não há nada a comunicar”.

Recorde-se que esta madrugada os dragões foram recebidos com insultos por cerca de dois mil adeptos portistas, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, e o principal visado dos mesmos foi Julen Lopetegui.

O apuramento do FC Porto na Champions daria ao clube uma receita extra de 5 milhões e meio de euros, e para se apurarem os dragões precisavam apenas de um ponto nas últimas duas jornadas da fase grupos.

Porém, duas derrotas consecutivas, contra o Dínamo de Kiev (no Estádio do Dragão) e contra o Chelsea (em Stamford Bridge), comprometeram a qualificação para os oitavos de final dos comandados de Lopetegui.

No campeonato português, os dragões encontram-se no segundo lugar, a dois pontos do Sporting, que lidera a competição. Os dois clubes vão defrontar-se em janeiro, em jogo disputado no estádio José Alvalade.