Olá

831kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Infografia: como a religião vai evoluir até 2050

Este artigo tem mais de 5 anos

O Islamismo vai ser a única religião que vai crescer mais em percentagem do que a população mundial. Em 2050, os muçulmanos vão ser quase tantos como os cristãos. Mas as pessoas estão menos religiosas

i

AFP/Getty Images

AFP/Getty Images

A Pew Research Centre, uma instituição que estuda os assuntos e comportamentos que influenciam a sociedade nos Estados Unidos e no mundo, lançou novos dados sobre o papel que a religião ocupa na vida da população mundial. Conclusões: o islamismo vai ser a única religião que vai crescer mais em percentagem que a população mundial, o que faz com que a percentagem de população muçulmana está cada vez mais próxima da população cristã, mas há cada vez mais pessoas não religiosas.

Os britânicos, escreve o Telegraph, têm a sensação de que o Reino Unido está a tornar-se um país menos cristão, com o número de anglicanos a diminuir exponencialmente: em 1983, 40% dos inquiridos dizia ser anglicano, mas esse valor baixou para menos de um quinto em 2013. Agora, em Inglaterra apenas 21% das pessoas admite que a religião ainda ocupa um papel importante na sua vida. Abaixo deste país estão apenas a Rússia, a China, a Coreia do Sul, França e Japão, ainda menos religiosos. Já nos Estados Unidos 53% dos inquiridos afirma que a religião é muito importante na sua vida.

Os cinco países onde a religião ocupa mais importância na vida da população são a Etiópia, o Senegal, a Indonésia, o Uganda e o Paquistão. Nestes países, a percentagem de pessoas que admitiram que a religião é essencial no seu quotidiano varia entre os 98% e os 93%. Em último lugar da lista apresentada pela instituição estão a China, o Japão, França, Austrália e Coreia do Sul. No caso dos chineses, apenas 3% das pessoas admitiu dar importância à religião.

Estes são os números em Portugal: 60% dos portugueses admitem ser religiosos, enquanto menos de metade desta percentagem (28%) diz não ser religiosa. Os ateus, segundo este inquérito, correspondem a 9% da população portuguesa, enquanto 2% não sabe o que responder quando questionado sobre os seus posicionamentos religiosos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mas como será o futuro da religião? O Observador organizou uma infografia sobre o futuro das religiões segundo o relatório da Pew Research Centre sobre esse assunto. Pode consultá-lo aqui em baixo.

 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada