O novo selecionador de râguebi XV de Portugal, o escocês Ian Smith, manifestou hoje o desejo de fazer um bom trabalho no comando dos ‘lobos’, acreditando poder trazer qualidade à seleção.

“Quero começar de uma forma simples. Quero ser pragmático e prático. Qualquer encontro internacional é fantástico, é muito bom para mim. Eu penso que posso trazer alguns benefícios à seleção, juntamente com a equipa técnica. Podemos fazer um bom trabalho”, disse o novo selecionador, na conferência de imprensa de apresentação, em Lisboa.

O escocês, de 50 anos, vestiu a camisola da Escócia por 25 ocasiões, treinou ainda a equipa de sub-19 da Geórgia e foi responsável pela implementação da estrutura de alto rendimento da federação georgiana.

Já o treinador adjunto João Pedro Varela lembrou ter trabalhado com Ian Smith no passado, esperando corresponder às expetativas depositadas pela Federação.

“É um orgulho e uma honra. Espero estar à altura do desafio que me foi proposto, um desafio grande. Estou disposto a lutar por ele. Já tive oportunidade de trabalhar com o Ian [Smith] e quero mostrar os meus conhecimentos. Queremos tornar a Federação Portuguesa de Râguebi na instituição desportiva mais respeitada em Portugal. Acredito que posso contribuir para isso”, enalteceu.

O presidente da Federação Portuguesa de Râguebi (FPR), Luís Cassiano Neves, mostrou-se feliz com a escolha, alertando para as dificuldades monetárias atuais da instituição, que não irão afetar a qualidade da seleção em campo.

“Estamos extremamente satisfeitos coma a escolha que fizemos. Foi o único nome considerado, pois tem um trajeto enquanto jogador notável. Quer o Ian [Smith] quer o João Pedro têm absolutamente claro que os tempos são diferentes do que foram no passado recente, em termos das disponibilidades financeiras”, afirmou Luís Cassiano Nenes.

No entanto, o presidente da FPR garantiu que a preparação e “qualidade do jogo não será prejudicada por essas dificuldades”.

“Temos que utilizar os recursos que temos e a ideia forte é que todos na federação podemos fazer melhor com menos”, explicou.

A estreia do novo selecionador está marcada para 06 de fevereiro, em Cluj, no jogo entre Portugal e a Roménia, que marca o arranque da segunda volta do torneio europeu das nações, a ‘segunda divisão’ do mítico torneio das seis nações.