Rádio Observador

Celebridades

Uma rara história de amor em Hollywood: Hugh Jackman faz 20 anos de casamento

148

São duas décadas de um matrimónio que, segundo o próprio ator, está cada vez melhor. Hugh Jackman e Deborra-Lee Furness protagonizam uma história de amor cada vez mais rara em Hollywood.

Os dois atores conheceram-se em 1995, durante as filmagens de uma série australiana.

Getty Images for Victoria's Secret

No mesmo dia em que se escreve sobre aquele que poderá ser o motivo por que tantos casais famosos se separam, são notícia os 20 anos de casados dos atores Hugh Jackman e Deborra-Lee Furness. O eterno Wolverine da saga X-Men não deixou passar a data em branco e partilhou uma fotografia na sua conta de Instagram para cerca de 10 milhões de seguidores verem: o retrato a preto e branco mostra marido e mulher no dia de casamento, a 11 de abril de 1996. Já lá vai o tempo.

20 years ago on this day …

A photo posted by Hugh Jackman (@thehughjackman) on

A relação de longa data de Jackman com a também atriz australiana nunca foi indiferente aos olhos dos fãs e da própria imprensa internacional, até porque Furness é 13 anos mais velha do que o ator. Mas mais do que a diferença de idades, sempre saltou à vista desarmada a felicidade de ambos. E Hugh Jackman nunca foi tímido sempre que falou sobre o assunto.

Numa recente entrevista a um canal de televisão australiano, o ator admitiu que um dos mantras pelo qual rege a sua vida é “Mulher feliz, vida feliz”. A somar-se a isso está o que o próprio disse no programa apresentado por Ellen DeGeneres, quando confessou, perante uma audiência televisiva de milhões, que Furness foi a melhor coisa que alguma vez lhe aconteceu.

Fica cada vez melhor, digo-o honestamente”, confessou à apresentadora norte-americana em fevereiro último. “Ela é a melhor coisa que alguma vez me aconteceu. Estou muito grato por a ter conhecido antes de alguma coisa acontecer, porque tudo o que aconteceu na minha carreira — dentro e fora do ecrã — tem sido feito em conjunto.”

O casal conheceu-se em 1995 durante as filmagens da série de televisão australiana, Correlli, que representou a grande oportunidade do ator no universo da representação. Então com 26 anos, Hugh Jackman tinha — à semelhança do resto da equipa — uma paixão assolapada por Deborra-Lee Furness, 13 anos mais velha do que ele. Envergonhado com a situação, só viria a admitir os seus sentimentos durante um jantar e depois de alguns copos. Para sua felicidade, eram recíprocos.

Não demoraria muito tempo até darem o nó: o casamento aconteceu a 11 de abril de 1996, em Melbourne. Atualmente, o casal tem dois filhos adotivos, Oscar Maximillian de 15 anos e Ava Eliot de 10.

Para celebrar os 20 anos de casamento, Jackman e Furness viajaram até à ilha Saint Barth, nas Caraíbas. A julgar pelas fotografias, o romance ainda é o grande protagonista desta história.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)