O Governo quer alterar as regras da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública criada pelo Governo de Pedro Passos Coelho, noticiou o Público. Para que os concursos sejam mais rigorosos, o Governo propõe que o número de candidatos que a comissão apresenta ao ministro passe de três para apenas dois.

A proposta é que a definição dos perfis seja mais exigente e que os critérios de seleção sejam mais apertados. Os candidatos devem ser selecionados à medida do cargo e não o cargo criado à medida do candidato.

O assunto está a ser tratado pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, mas ainda não há data prevista para a aprovação das novas regras. Até que as regras sejam alteradas o Governo vai proceder a nomeações sem concursos público, explicou ao Público um responsável ligado ao Governo. No futuro, estes nomeados podem ser sujeitos a provas de acordo com as novas regras.