Netflix

Netflix falha objetivo de aumento de clientes e derrapa 15% em bolsa

Ações da empresa norte-americana chegaram a derrapar 15% depois de o Netflix "apenas" ter conseguido obter 1,7 milhões de novos clientes no segundo trimestre. O objetivo era 2,5 milhões de clientes.

Netflix

As ações da empresa dona do serviço Netflix chegaram a derrapar 15% na bolsa norte-americana do Nasdaq, depois de apresentar resultados trimestrais e indicar que conseguiu apenas 1,7 milhões de novos clientes no segundo trimestre. O objetivo era um pouco maior — 2,5 milhões — pelo que os investidores castigaram as ações da empresa, receosos de que o Netflix poderá ter dificuldades em cumprir as metas de crescimento.

A explicação para a quebra na expansão global do Netflix poderá estar, diz a empresa, relacionada com o aumento de preços que alguns utilizadores sentiram. Houve um aumento dos preços na subscrição mensal em 2014 mas a empresa prometeu aos utilizadores existentes que isso não se refletiria na sua mensalidade nos dois anos seguintes. Para a empresa, o expirar desse prazo poderá ajudar a explicar a desaceleração no crescimento.

Além das metas do crescimento do número de utilizadores, também não foram atingidas as metas de faturação. As receitas totais não ultrapassaram os dois mil milhões de dólares, algo que estava nos planos acontecer (2,1 mil milhões era o objetivo para o trimestre).

No mês passado, havia 83 milhões de utilizadores do serviço de streaming de séries e filmes. Nos EUA conseguiram-se apenas 160 mil utilizadores entre abril e junho, o valor mais baixo desde que a Netflix fez a cisão entre os serviços de DVD e streaming pela internet, segundo o The Guardian.

“Estamos a crescer, só não estamos a crescer tão rapidamente quanto gostaríamos ou tão rapidamente como já crescemos no passado”, afirmou a empresa no relatório trimestral de prestação de contas. O serviço de streaming receia que os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não irão ajudar a que o ritmo de crescimento de clientes acelere nos próximos meses, mas nada a recear: “revolucionar um mercado grande pode ser um caminho com alguns solavancos, mas a oportunidade à nossa frente é tão grande quanto sempre foi”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)