Um homem de 60 anos foi detido pela Polícia Judiciária em Ílhavo depois de ter ateado fogo às malas da ex-mulher à frente da casa que esta agora partilha com outro homem. Segundo as autoridades, o caso só não tomou proporções mais graves, porque no momento do fogo ia a passar na rua um bombeiro.

Segundo o comunicado da PJ de Aveiro, o caso aconteceu no final de agosto quando o homem, mecânico industrial, se deslocou à “habitação onde atualmente reside a sua ex-mulher”. Com ele levou algumas malas que ela tinha deixado na casa de ambos “colocando-as junto às portas e janelas”. “Depois, com a ajuda de acendalhas, ateou-lhes o fogo, para que este se propagasse ao edifício onde aquela se encontrava, juntamente com o atual companheiro”, descreve a PJ.

“A conduta do suspeito não teve consequências mais graves porque no local ia a passar um bombeiro, que prontamente apagou quase todos os focos de incêndio, mesmo antes de chegarem outros colegas que foram acionados para o combate às chamas”, revela a PJ.

A PJ refere que o casal se tinha divorciado recentemente e que, apesar de o homem não ter antecedentes criminais, havia já um “longo historial de violência doméstica”. O suspeito deverá ser presente a tribunal para aplicação de medidas de coação enquanto corre o inquérito.