439kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Homem ataca mulher em autocarro por usar calções

Este artigo tem mais de 5 anos

Um homem agrediu uma mulher de 23 anos, num autocarro em Istambul, por estar a usar calções. "O que ela estava a usar não é apropriado", justificou o agressor, dizem os media locais.

i

Independent

Independent

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A polícia turca deteve um homem acusado de pontapear e de agredir verbalmente uma mulher, num autocarro, por estar a “usar calções”. O caso aconteceu este sábado em Istambul e é contado pelo Independent, que cita os media locais.

Ayşegül Terzi, enfermeira de 23 anos, foi a mulher atacada. Ficou com várias marcas na face, registou a polícia. O ataque deu-se num autocarro público no bairro de Maslak, em Uskudar, na zona asiática da capital da Turquia.

Segundo a ShowTV, Ayşegül Terzi estava a ouvir música com auscultadores e não ouviu o homem a gritar, quando estava sentado num banco no fundo do autocarro. O homem levantou-se e dirigiu-se a ela. Enquanto a atacava, terá gritado: “Tu és o diabo!” e “Quem usa calções deve morrer!”.

Às autoridades, o atacante justificou o sucedido: “Os calções que ela estava a usar não são apropriados. Por isso é que fiquei zangado e tive de agir”. O relato é contado pela agência local Dogan, aponta a Ahram Online.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.