Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Mais de oito mil peregrinos, de 22 países diferentes, estão inscritos nos serviços do Santuário de Fátima para participarem na última grande peregrinação do ano. O número de presentes em Fátima neste 12 e 13 de outubro deverá ser, contudo, substancialmente superior. As celebrações, que fecham o ciclo de grandes peregrinações anuais, e que antecedem a visita do Papa Francisco, em maio de 2017, serão presididas pelo Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin.

A peregrinação começa com uma saudação na Capelinha das Aparições, em que Parolin vai dirigir as primeiras palavras aos peregrinos. Antes disso, o número dois do Vaticano fala aos jornalistas em conferência de imprensa. O primeiro ponto alto da peregrinação acontece às 21h30, com a procissão das velas e a missa celebrada por Parolin no recinto do Santuário.

A peregrinação terá o grande ponto alto na quinta-feira, com a celebração do 99.º aniversário da última aparição em Fátima, em que se começa a preparar o caminho para maio do próximo ano. O próprio cardeal Parolin já assumiu que vem a Portugal como colaborador pessoal do Papa, em preparação da viagem de Francisco a Fátima. Quando D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima (a quem cabe convidar os bispos que presidem às peregrinações em Fátima), convidou o secretário de Estado do Vaticano a estar no Santuário, Parolin “ter-se-á aconselhado com o Papa, que lhe terá dito: ‘Vais abrir o caminho, vai como precursor'”, explicou o bispo.

O cardeal Parolin passou esta manhã por Lisboa e foi recebido em Belém pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo. Nas palavras do chefe de Estado, “Portugal deve à Santa Sé o primeiro e decisivo reconhecimento como Estado independente”. Marcelo sublinhou ainda que a condecoração surge “em evocação e homenagem ao que é constante e também ao prestígio pessoal e institucional de vossa eminência, personalidade intelectual e ética, governante perscrutante e incisivo, diplomata experiente e prospetivo”.

Um dos anúncios mais esperados nesta peregrinação é o dos detalhes da visita de Francisco, algo que poderá ser conhecido já esta quinta-feira pela voz do chefe da diplomacia da Santa Sé, Pietro Parolin. O Papa Francisco visita o Santuário de Fátima para assinalar o centenário das aparições, em maio de 2017, mas a visita ainda não tem programa definido.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR