Numa época em que a corrida à mobilidade eléctrica reúne cada vez mais candidatos, são várias as start-ups a desenvolverem estudos e protótipos 100% eléctricos e capazes de aguçar o apetite. É o caso da Green Lord Motors (GLM) e do seu G4, antevisão de um superdesportivo que a própria empresa deu a conhecer no Salão de Paris e que descreve como “um raio de inovação proveniente do Japão”.

Oriundo do “Império do Sol Nascente”, o GLM G4 foi, no entanto, desenhado na Europa, mais concretamente pelo estúdio de design holandês Savage Rivale – o mesmo que concebeu o Roadyacht GTS, superdesportivo de edição limitada apresentado em 2011 e capaz de atingir os 322 km/h, do qual o G4 importa várias soluções estilísticas, como é o caso das portas de abertura tipo tesoura, para cima e para fora. Mas, ao contrário do que acontecia com o Roadyacht GTS, que exibia uma cobertura amovível, o novo concept opta apenas por um tejadilho em vidro.

Com um visual impactante e agressivo, a fazer lembrar propostas como o Nissan GT-R, o novo Acura NSX ou até mesmo o Tesla Model S, o GLM G4 apresenta um interior não menos impressionante, com os seus quatro lugares individuais (2+2), acompanhados de uma consola central que se estende ao longo do veículo e entre os bancos. Nela estão ainda localizados dois conjuntos de ecrãs, para os ocupantes quer dos lugares dianteiros quer dos lugares traseiros. Ainda no habitáculo, realce para um volante personalizado com um painel de instrumentos totalmente digital por detrás, além de uma iluminação interior em azul-gelo.

2016_GLM-G4-LBA_08

O GLM G4 é um 2+2 com uma consola central que se estende ao longo do habitáculo

O GLM G4 possui dois motores eléctricos, um em cada eixo, que garantem um desempenho do tipo tracção integral permanente, além de números impressionantes: 532 cv de potência e 737 Nm de binário. Mesmo sem revelar os atributos técnicos do modelo, a GLM assegura que o G4 será capaz de cumprir uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 3,7 segundos, além de uma velocidade máxima anunciada de 250 km/h. Tudo isto, com uma autonomia fixada nos 400 km.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A start-up japonesa refere que o protótipo está dotado com um sistema de modos de condução, embora sem revelar mais pormenores. Além disso, o G4 contará com software especial capaz de avaliar as condições do piso, de forma a garantir a melhor tracção a todo o momento.

Já sobre o chassi, a GLM assume que, nesta fase, o modelo utiliza a mesma solução do Savage Roadyacht. Embora, acrescenta, os técnicos estejam já a trabalhar numa nova solução modular, capaz de dar origem a diferentes plataformas, que vão desde um Grand Touring a um desportivo e a um compacto.