A Samsung anunciou que os problemas associados ao Galaxy Note 7 tiveram um impacto negativo de 3 mil milhões de dólares (aproximadamente 2, 7 mil milhões de euros). Mas uma má notícia nunca vem só: um novo inquérito revelou que 40% dos seus clientes afirmou que nunca mais irá comprar telemóveis do fabricante.

Segundo um comunicado da empresa sul-coreana, as consequências do cancelamento das vendas deste modelo irão ser sentidas até ao início de 2017. A Samsung esclareceu que o prejuízo de 2 mil milhões de dólares diz respeito ao último trimestre deste ano enquanto o resto está associado aos primeiros três meses de 2017.

No entanto, a gigante da eletrónica vai ter de lidar com outro problema. Segundo um inquérito realizado a mais de mil clientes Samsung, 40% afirmou que nunca mais irá voltar a comprar um smartphone do fabricante. A Branding Brand, autora do inquérito, esclareceu que este número é mais elevado do que o primeiro estudo. Numa primeira fase, este número correspondia a 34%.

Os resultados mostram igualmente que, 8% vai escolher como alternativa o novo modelo Pixel da Google e 62% vai continuar com dispositivos Android. Os restantes 30% planeiam abandonar a marca e comprar os iPhone da Apple.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O mesmo estudo revelou que 46% inquiridos tornaram-se proprietários de um smartphone da marca nos últimos dois anos enquanto 54% já são clientes fidelizados pelo menos há três anos.

Estas notícias surgem 3 dias após a Samsung ter cancelado a venda dos Galaxy Note 7.