Orçamento do Estado

OE2017: CNIPE satisfeita com gratuitidade de manuais no 1.º Ciclo mas preocupada com IRS

A Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação considerou hoje que a gratuitidade de manuais escolares no 1.º Ciclo vai "aliviar muito" a carteira das famílias, mas lamentou a redução das deduções em sede de IRS.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação considerou hoje que a gratuitidade de manuais escolares no 1.º Ciclo vai “aliviar muito” a carteira das famílias, mas lamentou a redução das deduções em sede de IRS.

A CNIPE fez parte do grupo de trabalho em que esta decisão foi trabalhada com o Ministério da Educação, indicou à agência Lusa o responsável pela organização, Rui Martins, frisando que há pormenores a acertar sobre o modelo a praticar no que diz respeito às bolsas de livros e se devem ficar ou não dentro da sala de aula.

O governo decidiu disponibilizar este ano os manuais escolares aos alunos do 1.º ano, para serem reutilizados no ano seguinte por outras crianças, e na proposta de Orçamento do Estado para 2017, estendeu a medida a todo o 1.º Ciclo (do 1.º ao 4.º ano de escolaridade).

“De alguma forma vem aliviar muito a carteira das famílias nestes primeiros anos do ensino, portanto vemos isto com bons olhos”, disse.

Questionado sobre outras medidas que gostaria de ver incluídas no orçamento e que tenham ficado excluídas, o dirigente associativo afirmou que há uma preocupação dos pais ao nível fiscal.

“Há uma redução no abatimento em sede de IRS do montante, para metade. Em contrapartida, parece que pode entrar tudo”, afirmou.

“O ideal seria manter os mesmos limites e que todas as despesas ligadas à educação fossem dedutíveis. Isso é que faria sentido”, defendeu Rui Martins.

O orçamento para o ensino básico, secundário e administração escolar será reforçado com quase 180 milhões de euros face a 2016, segundo a proposta do Orçamento do Estado para 2017, que atribui à educação 6.022,7 milhões de euros.

O Governo apresentou na sexta-feira a proposta de Orçamento do Estado de 2017, que prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do PIB, uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Governo

Nunca haverá impostos que cheguem /premium

Helena Garrido
356

Manuais escolares e descentralização, ou como o Estado vai aumentando a despesa pública. São medidas que trazem custos certos e benefícios incertos ou nulos. Com a descentralização podemos até piorar.

História

In memoriam de Franco Nogueira /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

“Um homem livre, recto e determinado que lutou, com paixão, pelas suas convicções e pelas suas ideias, (…) para recuperar o espírito que fez a grandeza de Portugal”.

Justiça

Extinguir o Tribunal Central de Instrução Criminal

João Miguel Barros

Escrever que a extinção do TCIC dá um sinal errado à opinião pública porque este foi o “tribunal que mandou prender Sócrates” é não compreender a essência do que é um Tribunal de Instrução Criminal.

Lisboa

Portagens e transporte público

Luís Campos e Cunha

Tal como em outras cidades, deveria existir uma portagem a todos os carros que entram em Lisboa. Se vêm de Sintra ou da Amadora, não importa, são viaturas que utilizam os equipamentos da cidade.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)