A taxa de juro implícita no crédito à habitação desceu de 1,047% em setembro para 1,038% em outubro, com a prestação média a manter-se nos 237 euros, divulgou, esta terça-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro implícita foi de 1,960%, inferior à taxa de 2,009% observada no mês anterior.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação foi 298 euros (face aos 307 euros de setembro).

O montante de capital médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação diminuiu 31 euros em outubro, para 51.638 euros, refere ainda o INE.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida foi de 85.818 euros (87.176 euros em setembro).