Para usar no pulso: pequeno mas muito capaz

A smartband da marca chinesa Xiaomi tem despertado a atenção de muitas pessoas e, depois de alguns testes, percebemos o porquê do sucesso da Mi band 2. O aparelho conta com um leitor de frequência cardíaca (tão preciso como o que está presente nos smartwatch Samsung), consegue contar os passos, acompanhar corridas, monitorizar o sono e inclui a funcionalidade de despertador. É resistente à água durante 30 minutos até uma profundidade de um metro, mas no entanto o fabricante não recomenda a utilização deste dispositivo no banho ou em atividades aquáticas como mergulho ou natação.

xiaomi, tecnologia, smart watch, A utilização, tanto da pulseira como da aplicação (Android e iOS), é fácil e intuitiva. A bateria consegue uma boa autonomia, podendo durar vários dias com uma utilização regular. É um wearable que passa despercebido e que se adapta a qualquer tamanho de pulso. Na aplicação da Mi Band é possível configurar as notificações que deseja receber, para que a pulseira vibre quando for necessária a atenção do utilizador.

Uma das limitações deste gadget é que não mostra o nome do contacto que está a ligar ou que enviou a mensagem, apenas o símbolo correspondente, algo que será mais importante para umas pessoas do que para outras.

Preço: 20,64 euros na GearBest. Recomendamos que escolha o método de envio “Priority Line” para evitar taxas alfandegárias.

Sem fios e com bom som? Não precisa de gastar quase nada

Aqui está um dos casos em que ficámos muito surpreendidos com a relação qualidade/preço. Estes auriculares da QCY conseguem fazer uma boa separação de frequências e produzem uns graves de qualidade respeitável. Além disso, são muito confortáveis. Como são leves e sem fios, tornam-se ótimos para praticar desporto e, a contar com isso, estes auriculares são resistentes à água e ao suor.

qcy, tecnologia, Como todos os auriculares, também os QCY permitem atender e rejeitar chamadas através dos tradicionais comandos presentes junto ao auricular direito. O emparelhamento Bluetooth é rápido e fácil, um processo quase automático depois de configurado pela primeira vez.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Um grande ponto positivo destes auriculares é o facto de possuírem tecnologia noise cancelling, que permite reduzir o ruído externo, criando uma experiência mais envolvente e com menos perturbações. Como são indicados para desporto, a utilização prolongada pode não ser tão confortável como uns auriculares normais, o que acontece mesmo quando se investe em gamas mais elevadas de auriculares desportivos sem fio.

Preço: 17,93 euros na GearBest.

Potência e definição. Uma coluna de som bluetooth que surpreende

Uma coluna de som bluetooth é daqueles gadgets que só percebemos quão úteis podem ser quando os compramos. Nos últimos tempos, chegaram cada vez mais opções ao mercado, desde as mais robustas até às mais portáteis. A conclusão a que se chega, contudo, é que normalmente ou se faz um investimento maior ou estamos, necessariamente, a optar por um produto com uma qualidade de som que não vai além dos mínimos.

É por isso que ficamos surpreendidos quando ouvimos a potência e a qualidade de som da DKnight Magicbox II. A primeira versão já tinha impressionado, mas esta coluna, que foi para o mercado na última primavera, não fica nada a dever a rivais que custam duas ou três vezes mais.

dknight, tecnologia,

À venda por menos de 30 libras na Amazon britânica, a Magicbox II tem tecnologia Bluetooth 4.0 e uns audazes 10W de potência, com graves caprichados. A coluna vem com um tapete borrachoso que a marca recomenda usar por baixo da coluna, o que beneficia os graves. Mas pareceu-nos ter outra utilidade: com esse tapete, se subir o volume para os níveis mais elevados não vai arriscar que ela saltite devagarinho até à beira da mesa e caia ao chão. Sim, porque a Magicbox II parece ganhar vida própria quando lhe dão trela.

Há vários meses que a utilizamos e o desempenho continua ótimo e é um produto muito robusto. O único sinal de construção aquém do ideal é que, por vezes, ao primeiro toque, pressionar os botões de subir e descer o volume provocam a reação contrária — subir em vez de baixar e vice versa, o que pode ser sintoma de dificuldades de comunicação com o smartphone que o está a alimentar. De resto, é magnífica para falar em alta voz e ótima tanto para ouvir música no interior da casa como no exterior (no jardim, junto à piscina, em festas, etc.).

Preço: 29,99 libras (35,25 euros) na Amazon.co.uk. Acrescem portes de envio, que vão depender da restante encomenda e opções de entrega.

Veja tudo o que se passa, sem complicações

Esta pequena câmara de vigilância grava em HD (720p), possui visão noturna, sensor de movimento, altifalante, microfone e é inteiramente controlada através do smartphone. Só precisa de ser ligada a uma fonte de energia, colocada no sítio adequado (pode ser posta na parede através de parafusos) e voilà, está pronta a ser configurada.

360 eye, wifi camera, tecnologia,

A aplicação (Android e iOS) não é muito intuitiva ao início, mas para isso é que servem os manuais de instruções. Depois de configurar a rede Wi-Fi a que a câmara vai ser ligada, é só esperar que o smartphone detete o equipamento através do IP. A partir daqui pode aceder às imagens transmitidas pela câmara e ficar a par de tudo o que se passa no quarto ou sala (ou escritório), podendo virar a câmara e fazer zoom.

Um fator a ter em atenção com este equipamento é que só funciona em perfeitas condições quando o smartphone está ligado à mesma rede Wi-Fi que a câmara de vigilância. Ou seja, pode ser uma boa alternativa aos monitores de bebés, que são normalmente bem mais caros. Se um dos aparelhos estiver numa rede diferente, existe uma grande dificuldade em obter uma ligação decente, a imagem bloqueia várias vezes e os movimentos da câmara são demorados e lentos.

Preço: 17,20 euros na GearBest.

Uma câmara todo-o-terreno para levar no bolso

furibee, tecnologia, action camera,

Esta câmara de ação da FuriBee provoca um misto de conclusões. A marca incluiu neste gadget a capacidade de gravar em 4K, fotografar com 16 megapixeis, uma lente com um ângulo de 170º, ligação através de Wi-Fi, leitor de cartões micro SD e ainda um ecrã na parte traseira da câmara. Pelo preço é difícil encontrar algo que se compare a tanta coisa num pequeno aparelho, ainda para mais traz de origem quase todos os acessórios: caixa estanque, suporte de bicicleta, de capacete/carro – e todos encaixam numa GoPro, pelo menos até ao modelo Hero 3+.

As limitações surgem nos resultados finais, em que o 4K acaba por ter uma qualidade muito baixa e difícil de processar em condições. Nos testes optámos por manter os 1080P e o resultado não desilude, ainda que não possa ser comparada com outras câmaras de valores muito mais elevados, mas para o preço não há muito a apontar. O modo de condução permite uma estabilidade extra que, pela experiência, recomendamos que esteja sempre ativado.

[jwplatform BCfhYv2n]

A aplicação para o smartphone (Android e iOS) é muito fácil de configurar e permite visualizar a imagem no smartphone e controlar todas as definições, assim como transferir as imagens diretamente para a memória do equipamento. Quem procura uma câmara de ação e não quer gastar muito dinheiro, esta é uma alternativa muito mais barata e que permite as típicas fotografias e vídeos debaixo de água até uma profundidade de 30 metros.

Preço: 34,41 euros na GearBest. Recomendamos que escolha o método de envio “Priority Line” a fim de evitar taxas alfandegárias.

Um power bank para power users

Os smartphones estão cada vez mais potentes mas as baterias não têm conseguido fazer mais do que acompanhar o progresso dos aparelhos. Com uma utilização razoável e ligação 3G/4G constante, é inevitável ter de carregar o telemóvel todos os dias. É neste contexto que os power banks são um complemento cada vez mais essencial — mas a maioria não é capaz de fazer mais do que carregar o smartphone uma ou duas vezes, ou seja, pode precisar dele a meio do dia para carregar o telemóvel e, ao fim do dia, dá por si a carregar não só um aparelho mas dois (o smartphone e o power bank).

É por isso que, para muitas pessoas, pode fazer sentido investir um pouco mais num power bank um pouco mais musculado. A nossa sugestão, que há vários meses estamos a testar e utilizar, é o PowerCore 20100 da Anker, uma marca normalmente ótima que fabrica acessórios de qualidade para tablets e smartphones.

3 fotos

No site da britânica Amazon, a brochura diz que este power bank consegue carregar um iPhone 7 uma quantidade impressionante de vezes: 6,5. Um Samsung Galaxy S6 pode ser carregado seis vezes. Não testámos com este detalhe, mas podemos garantir que é, realmente, possível fazer várias cargas dos aparelhos mais comuns. São, afinal de contas, 20.100 mAh (miliampere-hora) que injetam energia no smartphone (ou tablet) a uns ótimos 4,8 amps. Carrega os dispositivos muito rapidamente e pode carregar dois ao mesmo tempo.

Tratando-se de um power bank para utilizadores mais exigentes (power users), é claro que vai ser um aparelho um pouco mais pesado — cerca de 350 gramas. Além disso, quando se esgotar a bateria no power bank vai precisar de umas boas 10 horas para carregar. Mas isso não é mais do que uma boa noite de sono — do tipo de boas noites de sono que vai ter por saber que, com este power bank, dificilmente voltará a ficar apeado, sem bateria no telemóvel.

Preço: 27,99 libras (32,91 euros) pela versão preta, na Amazon.co.uk. (A nossa compra foi efetuada há uns meses e, entretanto, a Amazon alterou as políticas de envio e já não o faz para Portugal. Em alternativa recomendamos, por cerca de 40 euros, a versão de 20000 mAh vendida no eBay)

Um power bank mais leve e muito, muito prático

Se a sugestão anterior não for bem aquilo que procura, talvez a Hama tenha a solução ideal. O Hama Virtue de 5.200 mAh é mais que um simples power bank, porque além de poder carregar qualquer dispositivo móvel que tenha uma entrada micro USB (uma vez que traz um cabo integrado) pode ainda ser ligado diretamente à corrente elétrica e funcionar como um adaptador normal que carrega a bateria interna e o smartphone ao mesmo tempo. Uma ideia simples e muito funcional.

powerbank, carregador, hamma, tecnologia,

Para quem utiliza um dispositivo com uma entrada USB-C ou Lightning, este power bank possui uma entrada USB para ligar qualquer cabo externo, funcionando sem qualquer problema com todos os dispositivos móveis. Esta é uma opção mais pequena e transportável, além de que dispensa um cabo para carregar porque tem a ficha integrada e serve também como adaptador normal, permitindo ter sempre a bateria ao máximo para quando precisar de uma carga extra.

Preço: 34,99 euros nos hipermercado Jumbo. Este power bank só se encontra disponível, para já, nas lojas físicas.

Devido a promoções constantes nas lojas online, os preços apresentados no artigo podem ser alterados.