A General Motors anunciou esta terça-feira que vai investir mais mil milhões de dólares nos Estados Unidos e criar cinco mil novos empregos, tornando-se o último construtor automóvel a ceder às pressões de Donald Trump.

O Presidente eleito dos Estados Unidos, que toma posse na próxima sexta-feira, tem vindo a pressionar os grandes grupos norte-americanos para que reforcem a sua atividade nos Estados Unidos.

Este investimento (equivalente a 934 milhões de euros) vai permitir no imediato a criação de 1.500 postos de trabalho, detalhou a GM, que vai ainda repatriar a produção de eixos do México para os Estados Unidos.

Os grupos do setor automóvel Ford e Fiat Chrysler também anunciaram recentemente que vão reforçar o seu investimento em território norte-americano.