Mais de 38 toneladas de pescado apreendidas pela GNR em 2016 foram doadas a instituições de solidariedade social de todo país, anunciou esta terça-feira a Guarda Nacional Republicana. “Das 128 toneladas de pescado apreendido em 2016, após a obrigatória submissão à inspeção higiossanitárias, foram doadas cerca de 38 toneladas a instituições de solidariedade social, o que corresponde a mais 2,4 toneladas do que no ano de 2015”, adianta a GNR em comunicado.

Deste valor apreendido pela Unidade de Controlo Costeiro (UCC), da GNR, foram ainda devolvidos ao mar uma tonelada e meia de pescado que ainda se encontrava vivo.

No ano passado, foram ainda apreendidas 166 toneladas de bivalves, 98 das quais foram “devolvidas ao meio aquático ainda com vida, o que representa cerca de 60% da quantidade apreendida”. “Falta de documentos de transporte” e “não sujeição ao regime legal da primeira venda de pescado fresco” foram as principais infrações detetadas durante as ações de fiscalização na área das pescas, refere a GNR.