A arena da Praça de Touros do Campo Pequeno vestiu-se a rigor para receber a gala de entrega de prémios AutoBest 2017, iniciativa que reúne jornalistas de 31 países, assumindo-se como a mais importante organização representativa do jornalismo automóvel na Europa, representando 680 milhões de consumidores e 95% da população europeia.

Tendo por missão separar o trigo do joio, ou, por outras palavras, aquilo que são tendências reais e justificadas do sector automóvel de meros fenómenos de moda, o AutoBest pretende sensibilizar o público para o que será o automóvel no futuro. Este ano, a entrega de prémios decorreu pela primeira vez no nosso país (algo que, se a actual estrutura organizativa se mantiver, só se repetirá daqui por 31 anos, já que o evento passa, rotativamente, por cada um dos países participantes…), e em cima da mesa estiveram temas inevitáveis, como a condução autónoma e a mobilidade sustentável.

Com apresentação a cargo de Mónica Mendes da Silva, o evento contou com um exclusivo jantar gourmet preparado pelo chef Igor Martinho

No emblemático recinto lisboeta, decorado a preceito para a ocasião, estiveram presentes algumas das mais importantes figuras do panorama automóvel europeu nas áreas do marketing, da comunicação, da engenharia, do design, do marketing, das vendas e do retalho. Não esquecendo a nata do sector luso nos domínios da distribuição (filiais e importadores), do retalho e da imprensa. Não tendo sequer faltado algumas ilustres figuras do desporto motorizado.

E os prémios foram para…

O primeiro da noite foi o Safety Best, entregue ao Euro NCAP, pelo contributo dado ao longo dos últimos 20 anos para o notável acréscimo da segurança oferecida pelos automóveis. Na ausência do seu presidente, Andrew Miller (retido em afazeres relacionados com o 20º aniversário da instituição, mas que marcou presença através de um filme propositadamente gravado para o efeito), o troféu foi entregue pelo representante português da organização, José Caetano, director da revista Auto Foco, a Aled Williams, director do programa Euro NCAP e membro do conselho de administração do consórcio fundado em 1997.

No alinhamento seguiu-se a atribuição do prémio EcoBest, que Tonio Darmanin entregou a ao vice-presidente da Opel, Ulrich Shucmacher. A razão: o lançamento do novo Ampera-e que, na opinião dos jurados, com os seus 500 km de autonomia eléctrica, e os 150 km de autonomia que é capaz de oferecer apenas com 30 minutos de carregamento, promete definir o futuro da mobilidade eléctrica na Europa.

Em vez dos habituais touros, o espectáculo desta vez envolveu bailado, que acompanhou os convidados durante o jantar

Foi, depois, tempo de premiar o estilo. O responsável máximo pelo design Volvo recebeu o galardão Design Best. Aqui, o júri valorizou a criação de uma linguagem de design radical e totalmente nova, que redefiniu por completo a postura da Volvo no mercado, mas sendo, ao mesmo tempo, capaz de respeitar as fortes tradições e raízes suecas da marca de Gotemburgo.

Em seguida, Xavier Daffe entregou a Hugues Nouvel de la Flèche, responsável máximo pela comunicação da Peugeot, o prémio SmartBest. O i-Cockpit do novo 3008 foi o agraciado pelo júri, pelo seu novo design, pela funcionalidade, pela ergonomia e por representar a mais recente evolução de um conceito totalmente novo que a marca de Sochaux conseguiu introduzir na indústria.

O construtor francês voltou a estar em destaque, recebendo o seu segundo galardão, uma vez que o prémio ManBest foi para o presidente do Grupo PSA, Carlos Tavares. Considerado uma personalidade notável do sector, que revolucionou e transformou radicalmente um dos maiores fabricantes europeus, em apenas três anos no cargo, o português, a preparar a sua participação no Rali de Monte Carlo Histórico, não teve possibilidade de deslocar-se à capital, mas marcou presença através de um vídeo. Por isso, coube ao vice-presidente da PSA, Bertrand Blaise, receber das mãos de Szymon Soltysik o respectivo troféu.

A Seat foi distinguida com o prémio mais apetecido da noite. O CEO da marca, Luca de Meo (ao centro), recebeu o galardão

Quem também subiu ao palco pela segunda vez foi Ulrich Schumacher, pois a Opel bisou ao ser a destinatária do prémio CompanyBest. Em apreço, na perspectiva do júri, a capacidade da marca para se transformar profundamente, em curto espaço de tempo, renovando por completo uma gama caracterizada por modelos ultrapassados por uma oferta integralmente nova, senhora de um design revolucionário e plena de tecnologia de vanguarda.

E eis que era chegado o ponto alto da noite: a atribuição do prémio Melhor Compra Automóvel do Ano, a primeira desde o nascimento do AutoBest. E logo a uma marca que teve, também ela, aqui direito ao seu primeiro galardão deste género de âmbito europeu. Na presença de um grupo de 12 forcados, os fundadores Dan Vardie e Ilia Seliktar entregaram ao CEO da Seat, Luca di Meo, o tão desejado troféu, aproveitando para destacar a competição renhida pelo título que se verificou entre os finalistas, apesar de o Seat Ateca, o primeiro SUV da marca espanhola ter acabado por vencer em todos os parâmetros em avaliação.