Troquemos o empreendedorismo (ainda que não por inteiro) pelo vinho, chamemos ao palco alguns dos maiores especialistas da bebida no mundo e arranjemos um espaço de grandes dimensões para acolher os milhares de pessoas esperadas. Portugal já provou ser um país capaz de receber a Web Summit — a conferência que invadiu a capital no início de novembro de 2016 — e agora o feito repete-se. A primeira wine summit a nível mundial — tendo em conta o formato com que foi concebida, tal como se lê no comunicado de imprensa — está aí a chegar e tem cunho português.

Com o nome Must — Fermenting Ideas (nome que sugere a palavra “mosto” em inglês e que remete também para a típica expressão “must have”), a conferência dedicada ao vinho vai ocupar o Centro de Congressos do Estoril, em Cascais, entre 7 e 9 de junho e tem organização portuguesa: Paulo Salvador, jornalista e editor executivo da TVI, e Rui Falcão, um dos críticos de vinhos mais conceituados no país são os promotores do evento.

À semelhança da tradicional Web Summit — que regressa este ano à cidade de Lisboa –, a Must acontece durante três dias e terá como oradores alguns dos grandes nomes da indústria: desde a jornalista Alice Feiring, conhecida pelo seu trabalho desenvolvido em torno dos vinhos naturais, e Felicity Carter, editora da Meininger’s Wine Business International, a Paul Symington, CEO do grupo familiar Symington, família de produtores de vinho do Porto.

Do programa fazem parte vários temas a serem debatidos que têm como chapéu o futuro da indústria mundial do vinho. Entre as ideias mais pertinentes estão questões como as velhas e pouco conhecidas castas que podem ser vistas como oportunidades e estrelas emergentes, e ainda a evolução do enoturismo e como este é encarado no sector.

Todas as conferências vão acontecer em inglês e, apesar de ser um evento para profissionais, a wine summit está de portas abertas a qualquer visitante que se queira inscrever como congressista (o passe de três dias, com refeições incluídas, custa 720 euros, embora haja 50 bilhetes de um dia à venda por 300 euros + IVA).

Artigo atualizado às 17h00 do dia 18 de maio para referir a venda de bilhetes de um dia.