A Infiniti acaba de anunciar uma nova “arma”, especialmente concebida para colocar em causa a supremacia evidenciada pelos europeus ditos premium, em domínios como o dos coupés desportivos. Como? A marca de luxo da Nissan vai apresentar uma nova versão, mais “apimentada”, da berlina Q60. E que, promete o fabricante, será capaz de rivalizar com propostas de referência como o Audi RS5, o BMW M4 ou o Mercedes-AMG C 63 Coupé – desde logo, pelo facto de anunciar 500 cv de potência!

Intitulada Infiniti Q60 Black S (a fonética é, efectivamente, tramada), esta nova proposta evidencia uma estética fortemente desportiva e a prometer muito músculo, além de integrar muita tecnologia que a marca foi buscar à Fórmula 1 –tudo graças à parceria com a Red Bull Racing. A prova disso é que o Q60 Black S (nome tramado!) exibe, por exemplo, o mesmo sistema de recuperação de energia do novo monolugar de Fórmula 1 Renault R.S.17, no apoio a um motor eléctrico capaz de entregar mais de 100 cv de potência. E isto sem contar com o motor de combustão.

Aliás, como propulsor a gasolina, a nova “arma” da Infiniti recorre a um V6 3,0 litros biturbo com 400 cv. O que, a somar aos (pelo menos) 100 cv garantidos pelo motor eléctrico, faz disparar a potência total para uns muito respeitáveis 500 cv. Em suma, um autêntico animal de força!

Força é o que também não falta à imagem do novo coupé da Infiniti, cujo visual exterior é pouco menos que arrebatador, sendo marcado por uma frente da qual se destacam as enormes entradas de ar, um perfil que coloca o carro a rasar o alcatrão e um quase obsceno difusor traseiro, digno de um verdadeiro GT de corrida, acompanhado de duas enormes saídas de escape em posição central.

Único aspecto negativo: para já, este Infiniti Q60 Black S (será que não dá para mudar o nome?) apresenta-se apenas na condição de protótipo. Ou seja, a sua passagem à produção poderá vir, ou não, a acontecer.