Dark Mode 132kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

7 gráficos que explicam o surto de sarampo

Oito em cada 10 doentes europeus não têm vacina. Casos mais preocupantes são Roménia e Itália. Houve mais casos em 2 meses do que em todo o ano de 2016. Estes 7 gráficos explicam o sarampo em números.

i

Getty Images

Getty Images

Houve mais casos de sarampo em Portugal desde janeiro deste ano do que todos os reportados nos últimos dez anos. Mas o país não está, ainda assim, na lista dos mais preocupantes: na Roménia registaram-se 2.703 casos de sarampo entre março do ano passado e fevereiro de 2017. Logo a seguir vem Itália, com 1.387 doentes contabilizados no mesmo período de tempo. Nos 30 países estudados pelo European Centre for Disease Prevention and Control, 8 em cada 10 doentes não estavam vacinados contra o sarampo.

Em cinco países da Europa, o número de casos reportados nos primeiros dois meses do ano excedeu o número de casos registados em todo o ano passado. Mas também há boas notícias: dos 30 países estudados, em quinze a taxa de prevalência da doença indica que o sarampo está prestes a ser eliminado (1 caso em cada 1 milhão de pessoas) e em dez não houve qualquer caso de sarampo a chegar aos hospitais.

Estes são dados oficiais avançados pelo European Centre for Disease Prevention and Control, referentes ao período entre março de 2016 e fevereiro de 2017. Neste período, de acordo com a tabela avançada pela instituição, Portugal (onde a taxa de vacinação está entre os 95% e os 99%) não registou nenhum caso de sarampo.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.