Um fragmento de osso de uma costela de Francisco Marto e uma madeixa de cabelo da sua irmã, Jacinta. São estas as relíquias que estão preservadas na Casa das Candeias, em Fátima, e que serão colocadas à veneração a partir do momento em que os dois pastorinhos forem canonizados, em maio, pelo Papa Francisco.

As relíquias estão conservadas em dois relicários em forma de candeias, numa referência à expressão “candeias que Deus acendeu”, usada por João Paulo II no dia de beatificação, em 2000.

Papa confirma: pastorinhos vão ser canonizados a 13 de maio em Fátima

Segundo explica a irmã Ângela Coelho, postuladora da causa de canonização dos pastorinhos, ao Observador, trata-se de relíquias de primeiro grau, uma vez que são partes do próprio corpo dos santos.

As relíquias dos santos, objeto de veneração muito comum na Igreja Católica, podem ser de três graus: primeiro, caso sejam partes do corpo do santo; segundo, se forem objetos pessoais usados pelo santo; e terceiro, no caso de serem objetos que foram tocados pelo santo.

Pastorinhos de Fátima. “Estava de olho neste milagre há quatro anos”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os relicários contendo o fragmento de osso de Francisco e a madeixa de cabelo de Jacinta serão apresentados ao Papa Francisco — possivelmente até pela família da criança brasileira curada milagrosamente — no momento em que for lida a oração de canonização no recinto do Santuário de Fátima.

O Papa Francisco confirmou esta quinta-feira que os pastorinhos vão ser canonizados no dia 13 de maio, no Santuário de Fátima. Era a decisão que faltava após a aprovação do milagre da cura de uma criança brasileira, em março.

Veja as imagens das relíquias na fotogaleria.