A Rainha Isabel II convocou de emergência todos os funcionários do palácio de Buckingham para uma reunião esta manhã, anunciava a imprensa britânica ao início da manhã. Os funcionários que trabalham nas várias residências da família real em todo o país receberam durante a madrugada uma ordem para se apresentarem esta manhã em Londres, para uma reunião com o Lorde Chamberlain (o mais alto responsável da Casa Real) e com o secretário privado da Rainha, Sir Christopher Geidt.

A convocatória, por ter sido feita tão tarde, causou muita especulação na imprensa britânica. Segundo fontes ouvidas pelo Daily Mail, tablóide que divulgou inicialmente a notícia, nem mesmo os funcionários mais antigos da Casa Real receberam informações sobre o assunto da reunião. Por esse motivo, vários funcionários acreditaram que em causa poderia estar um anúncio sobre o estado de saúde do marido da Rainha, o duque de Edimburgo — de 95 anos — ou até da própria Rainha Isabel II, de 91.

Citada pela Associated Press, uma fonte do Palácio de Buckingham confirmou que os funcionários da Casa Real foram todos chamados para a reunião, mas garantia “não haver motivo para preocupação”. A mesma fonte sublinhou que as reuniões com o staff da Família Real são comuns. O que não é comum, garante uma fonte do Daily Mail, é a hora a que a convocatória foi feita. “Apesar de as reuniões com todo os funcionários da Casa Real serem ocasionalmente convocadas, a forma como esta foi convocada à última hora é pouco comum e sugere que há algo maior para ser divulgado”, disse então uma fonte ao jornal.

A julgar pelas aparições públicas desta quarta-feira, nem a Rainha Isabel II nem o Príncipe Phillip parecem apresentar problemas de saúde. A Rainha teve um encontro com a primeira-ministra Theresa May, para dissolver formalmente o Parlamento e marcar eleições para 8 de junho. Já o Duque de Edimburgo esteve num evento num clube de críquete em Londres.

Palácio de Buckingham negou morte na Família Real

O Palácio de Buckingham veio prontamente negar que tenha ocorrido uma morte na Família Real, depois de o jornal britânico The Sun ter publicado durante poucos minutos a notícia da morte do Príncipe Philip. O lapso apenas esteve online uns minutos mas foi o suficiente para ser registado. No título, lia-se: “Príncipe Philip morto aos 95, como morreu o Duque de Edimburgo, etc etc”.

Fontes oficiais do Palácio negaram de imediato essa possibilidade, uma informação já confirmada pelo The Guardian.

[notícia atualizada às 10:20, com as informações oficiais divulgadas pelo palácio de Buckingham]