O Presidente da República, que inicia na quinta-feira uma visita de Estado de dois dias à Croácia, afirmou esta quarta-feira e tenciona falar da experiência portuguesa recente e explicar aos croatas a experiência portuguesa na zona euro.

À chegada ao hotel, em Zagreb, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que a Croácia “é candidata ao Eurogrupo” – depois de ter sido o último país a entrar na União Europeia, em 2013 – e “batalha e tenta tudo” para “pertencer a esse clube mais restrito”, o que no seu entender mostra “o dinamismo da zona euro”.

Questionado se, face ao contexto de instabilidade política que se vive neste país dos Balcãs, onde a coligação de governo se desfez, tenciona dar algum conselho a partir da situação portuguesa, respondeu: “Não me vou pronunciar sobre a situação política na Croácia. Naturalmente que terei todo o prazer em falar da experiência portuguesa”.

“Até porque, como sabem, temos dados económicos e financeiros recentes. E o poder explicar a experiência portuguesa no euro pode ser interessante para a Croácia. Se a Croácia quer pertencer à zona euro, e Portugal tem um percurso muito enriquecedor no quadro da zona euro, aí há certamente um campo muito amplo para conversa”, completou.