O Dia Mundial da Criança vai ser assinalado na abertura da Feira do Livro de Lisboa com oficinas de ilustração, leitura de histórias, música, jogos tradicionais, teatro e artes circenses, numa iniciativa das bibliotecas da cidade.

O programa, que coincide com o primeiro dia do evento, tem entrada livre e destina-se aos alunos dos jardins-de-infância, das escolas do 1.º e 2.º ciclos e a crianças acompanhadas pelas famílias.

Durante todo o dia, os mais novos poderão participar num mural de ilustração com os ilustradores André da Loba, Paulo Galindro e João Rodrigues, no Dominó de Imagens pelo Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Lisboa, em jogos tradicionais e ainda fazer pinturas faciais, oficinas de reciclagem, jogos de lógica e Parkour, com a orientação de uma academia de Parkour.

Entre as atividades organizadas por horários, de manhã, pelas 10:30, haverá uma arruada pela Orquestra Tradicional da Casa Pia e uma “Parada de Mascotes”.

Às 11:00 abrem as oficinas de ilustração, por Ana Sofia Gonçalves e Maria Remédio, uma oficina musical, pelo Conservatório de Música de Sintra e uma oficina de Capoeira pelo Chapitô.

As crianças poderão ainda desfrutar de uma aula de yoga com histórias e de artes circenses.

A escola de circo Chapitô tem também prevista uma oficina de malabarismos e equilíbrios, a partir das 12:00, mesma altura em que decorre uma aula sobre alimentação saudável dirigida a crianças.

Depois do almoço, a partir das 14h30, será possível assistir a um concerto pela Banda do Regimento de Sapadores Bombeiros, e, uma hora depois, tem início uma peça de teatro, “O Rei Ludo vai à Feira do Livro”, pela Ludopolis, bem como uma outra oficina de ilustração, com a ilustradora Rachel Caiano

A tarde termina com oficinas de acrobacias aéreas, de magia e de outras artes circenses e também com oficinas de origami.