O Benfica voltou esta sexta-feira a abordar a polémica dos emails denunciados por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, voltando a sublinhar que “nunca existiu qualquer tentativa de condicionamento quer da arbitragem, quer dos órgãos da justiça desportiva por parte do Sport Lisboa e Benfica”.

Caso dos emails. FC Porto acusa Benfica de monitorizar mensagens SMS de Fernando Gomes

Na mesma missiva colocada no site oficial, que tem o título de “Benfica denuncia informação falsa e distorcida”, os encarnados falam numa campanha “com recurso a práticas criminosas”, reiterando que é nos órgãos próprios que vão fazer a defesa “do seu bom nome e reposição da verdade”.

Caso dos emails. Benfica vai colocar (mais um) processo ao FC Porto

Leia o comunicado na íntegra:

Em face das noticias vindas a público com base em informação falsa ou distorcida intencionalmente, impõe-se esclarecer que nunca existiu, nem existe qualquer tentativa de condicionamento quer da arbitragem, quer dos órgãos da justiça desportiva, por parte do Sport Lisboa e Benfica.

Nunca em nenhuma circunstância tais atos ocorreram.

A campanha a que se tem assistido com recurso a práticas criminosas, que a seu tempo serão devidamente julgadas e sancionadas, é essa sim uma flagrante tentativa de condicionamento dos árbitros e da justiça.

O passado recente de alguns dos candidatos a paladinos da justiça e da transparência retira por si só toda e qualquer credibilidade às falsas denúncias que têm vindo a ser feitas.

O Sport Lisboa e Benfica reitera de forma firme que é nos locais próprios que tem vindo a diligenciar pela salvaguarda do seu bom nome e reposição da verdade.