O presidente executivo do Millennium BCP, Nuno Amado, confirmou esta segunda-feira à agência Lusa que o banco Millennium da Polónia está a estudar a possibilidade de avançar com uma proposta para adquirir os ativos do Deutsche Bank naquele país.

É uma análise que estão a fazer, que vai ter algum epílogo, mas as condições de análise e eventual proposta são, obviamente, condicionadas por um conjunto de critérios que, neste momento, estão a ser analisados”, disse o banqueiro, em Coimbra, à margem da conferência ‘Saúde Privada em Portugal’, organizada pelo Millennium bcp.

Segundo Nuno Amado, “não há qualquer decisão, nem qualquer compromisso, a não ser analisar com mais dois outros bancos” que também estão a estudar a oportunidade.

O Jornal de Negócios de sexta-feira, que cita o diário polaco Puls Biznesu, escreveu que à venda estão depósitos e a carteira de crédito denominados em zloty (a moeda local), o negócio de banca de investimento e ‘corporate’ [empresas], com um valor dos ativos em alienação que pode chegar aos 500 milhões de euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Nas mãos do banco alemão continuarão os empréstimos denominados em moeda estrangeira, de acordo com as regras bancárias internas”, salienta o jornal português.

O presidente executivo do Millennium BCP, Nuno Amado, sublinhou que “só em condições claramente favoráveis é que o Millenium Polónia fará uma proposta final”. A análise está a feita pelo banco na Polónia, que é detido a 50,1% pelo bcp, e Nuno Amado diz não saber dizer “qual vai ser o resultado final”.