A produção de vinho em França deverá baixar 18% em 2017 devido a mudanças do tempo, em particular às geadas na primavera, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Agricultura francês.

Este ano, a vinha foi afetada em França por geadas e muito calor na primavera e depois por um verão muito seco. As primeiras vindimas começaram com uma antecipação de 10 a 15 dias, em média, e mostram uma queda acentuada, exceto na região da Bourgogne, no centro do país.

A colheita de vinho pode estabelecer-se em 2017 em 37,2 milhões de hectolitros, ou seja, um nível inferior em 18% ao de 2016 e 17% em relação à média dos últimos cinco anos”, precisou o ministério em comunicado.

Em 2016, já tinha sido registada uma queda na produção. Este ano, a redução deve-se “principalmente à forte geada da primavera que afetou as videiras numa fase sensível”, indicou o ministério.