É segunda-feira de manhã. Num carregado céu cinzento da Invicta, a variedade de cores nas mesas, cadeiras e na caixa gigante de cereais pendurada no teto do Cereal Porto Café contrasta com a chuva miudinha lá fora. É assim desde há duas semanas, quando inaugurou o primeiro café do Porto dedicado exclusivamente aos cereais. Depois do Cereal Killer Café em Londres conquistar os olhos e a gula um pouco por todo o mundo, e de Lisboa seguir o mesmo caminho, a Invicta também já tem a fórmula dos cereais com leite.

Foi nestes dois locais que Ricardo Vilas Boas e Pedro Gil, sócios-gerentes do Cereal Porto Café, se inspiraram para criar o novo espaço no Porto. No entanto, tudo começou num sítio bastante improvável. Os dois sócios, com mestrado em Educação Física, eram colegas de trabalho num ginásio do Porto e nunca tinham estado à frente de um estabelecimento de restauração. Cada um tinha o objetivo de ter um negócio próprio, faltava descobrir do quê. A única condição era: “Tinha de ser diferente”.

A diferença juntou-os e veio com o gosto (por cereais, claro), mas também com a perceção de que um café do género no Porto era o tipo de estabelecimento que faltava na cidade. A eles juntou-se o também sócio, Eurico Duarte. “As pessoas querem um pequeno-almoço diferente”, adianta Ricardo Vilas Boas. “Quando andámos à procura de espaços para o Cereal Porto Café, confirmámos que os cafés eram todos semelhantes e que o conceito poderia resultar”, acrescenta Pedro Gil.

Ricardo Vilas Boas e Pedro Gil são sócios-gerentes do novo café de cereais do Porto. © Ricardo Castelo/Observador

Com cerca de 90 marcas de cereais expostas nas prateleiras, nacionais e internacionais, e 30 coberturas diferentes – gomas, marshmallow, bolachas, coco ralado, amêndoa, chocolates –, os dois sócios admitem que o Cereal Porto Café é mais procurado para pequenos-almoços e lanches. Muito embora a hora de funcionamento se prolongue até mais tarde. “O nosso objetivo é que a afluência seja também maior à noite”, diz Ricardo. “Algumas pessoas que vão para casa ou para os hotéis, já passaram por aqui às 23h, porque lhes apetecia comer qualquer coisa”, afirma Pedro. O Cereal Porto Café oferece a possibilidade, através de alguns recipientes, de os clientes levaram os cereais e comerem pelo caminho ou em casa.

O café tem algumas combinações já pré-definidas como o “Choco Lovers” (3,50€) com cereais, cobertura e topping à base de chocolate, o “Multicolour” com sabores mais frutados e coloridos (3,80€), e até o menu “Porto” (3,90€), que mistura e equilibra os ingredientes das combinações anteriores. Para quem estiver mais preocupado com as calorias, a combinação “Fitness” (3,70€) será a ideal: com cereais com mais fibra e integrais, fruta fresca, amêndoa laminada e coco ralado.

As combinações dos cereais são muitas. © Ricardo Castelo/Observador

Mas as possibilidades são infinitas, isto porque cada cliente pode criar a taça de cereais que entender. “Cada pessoa pode escolher o menu que quiser. Se vier aqui durante um ou dois anos, nunca repete as mesmas coisas”, afirma, entre risos, Ricardo Vilas Boas. Os cereais vêm sempre acompanhados de leite e mais uma vez, a escolha é de cada um: leite de vaca, leite sem lactose, de aveia, de arroz, de amêndoa, de baunilha e ainda, iogurte natural. Os batidos também fazem as honras da casa, com o “Color Shake” (4,60€), o “Nut Shake” (4,60€) e o “Lucky Shake” (4,40€).

Abrir na Baixa do Porto (muito próximo da estação de metro da Trindade) foi uma decisão estratégica, mas também o reflexo das dinâmicas de que hoje vive a cidade com o turismo. “Embora venham muitos portugueses, sabemos que é um conceito muito turístico. Os nacionais vêm uma ou duas vezes e os turistas, os clientes novos de todos os dias, é que vão ajudar isto a funcionar”, explica o sócio-gerente. Ricardo Vilas Boas refere que os maiores clientes durante a semana são estrangeiros. Já ao fim de semana, a moeda vira para os portugueses.

O “Color Shake” com chantilly, cereais Froot Loops, topping de morango e gelado é um dos batidos disponíveis. © Ricardo Castelo/Observador

Ter dois tipos de clientes cria também características diferentes no negócio. Enquanto o consumidor português prefere consumir cereais de marcas internacionais, muito difundidos pela via do cinema ou das séries de televisão, como as argolas coloridas dos Froot Loops e os Lucky Charms; os estrangeiros, como os franceses e os espanhóis, preferem as marcas nacionais, especialmente se tiverem um sabor português como a bolacha Maria.

E desengane-se quem pensar que isto dos cereais com leite só é mania dos mais novos.

“Eu acho engraçado que os mais malucos por cereais não são as crianças. São os adolescentes e os jovens adultos. E até os adultos. Tivemos uma senhora com 70 e tal anos a comer aqui cereais”, diz Ricardo Vilas Boas.

A “fórmula mágica e simples” que os responsáveis do Cereal Porto Café acreditam estar dentro de uma taça de cereais com leite, torna quase impossível que alguém não goste desta “refeição”. “Quando alguém vem cá e diz que não gosta de cereais porque é enjoativo, eu estranho sempre”, revela Ricardo. O segredo para o sucesso no paladar está no “leite normal ou frio” que se junta aos outros ingredientes. Porquê? “O leite quente estraga o cereal, torna-o mole e retira o açúcar do cereal para o leite”. E de uma ciência exata se faz também um café de cereais no Porto.

Nome: Cereal Porto Café
Morada: Rua Fernandes Tomás, nº916, Porto
Telefone: 926 655 640
Online: Facebook
Horário: De segunda a quinta-feira das 9h às 22h. De sexta-feira a sábado das 9h às 00h. Descanso semanal ao domingo.