Nova proposta do construtor sul-coreano para o cada vez mais competitivo segmento B-SUV, cuja chegada ao mercado nacional está prevista ainda para este mês de Outubro, o Hyundai Kona, que em Portugal será conhecido por Kauai, está previsto ser comercializado não apenas com as mais tradicionais motorizações a gasolina e diesel, mas também numa versão eléctrica. Que, avança agora o site norte-americano Gas2, deverá chegar com dois níveis de potência, e a anunciar uma autonomia máxima a rondar os 338 km.

Segundo as mesmas fontes, as expectativas da Hyundai são de que o Kauai possa vir a seguir os passos do Kia Niro. Modelo que, recorde-se, tem funcionado como uma espécie de percursor da iniciativa eléctrica, para as marcas do Grupo Hyundai-Kia. E que, depois de ter sido lançado com motor de combustão, viu ser-lhe aumentada a oferta com a disponibilização de uma versão híbrida, a que se seguiu, mais recentemente, uma variante híbrida plug-in, ou seja de carregamento em tomada. Sendo que, já para 2018, está prevista uma versão do Niro exclusivamente eléctrica.

Quanto ao Kauai e à sua versão eléctrica, informações iniciais apontavam para a possibilidade do pequeno SUV poder vir a contar com um pack de baterias de 40 ou 50 kWh. Informação que é agora actualizada, com a notícia de que o modelo poderá ser proposto não apenas com a solução avançada inicialmente, mas também com uma outra, mais potente, de 64 kWh.

Ainda de acordo com as mesmas fontes, este conjunto de baterias permitirá ao SUV sul-coreano anunciar uma autonomia a rondar os 338 km, ou seja, valor semelhante ao do Leaf e perto do anunciado pela versão de entrada do Tesla Model 3.

Sobre as características do sistema de propulsão escolhido pela Hyundai para o Kauai, o Gas2 avança que o modelo deverá montar o mesmo motor do Chevrolet Bolt, que no carro americano anuncia cerca de 204 cv, e um conjunto de baterias fornecido pela mesma empresa, a LG Chem. Com a diferença entre os dois modelos a surgir apenas na capacidade das baterias, que deverá ser maior no SUV sul-coreano (64 kWh), embora o automóvel americano anuncie maior autonomia – cerca de 383 km.

Segundo o mesmo site, o Hyundai Kauai eléctrico incorporará toda a tecnologia de segurança activa e um sistema melhorado de carregamento de baterias, que lhe permite, por exemplo, abastecer em postos de 150 kW.