O presidente da Câmara da Marinha Grande, Paulo Vicente, disse esta terça-feira à agência Lusa que está “preocupadíssimo” com a falta de vigilância do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas ao rescaldo do incêndio que deflagrou no dia 15.

Paulo Vicente, que esta terça-feira dará lugar à presidente recém-eleita, Cidália Ferreira, revelou que tem feito vários contactos para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) “e que nunca atendem”.

Estamos preocupadíssimos. O ICNF tem a responsabilidade da vigilância após o rescaldo dos incêndios e não o está a fazer. Se não têm pessoal, contratem-nos, porque nós também não temos. Os nossos bombeiros estão exaustos”, salientou o autarca.

Esta terça-feira, pelas 11:30, registou-se um novo reacendimento na zona da praia das Pedras Negras, em S. Pedro de Moel, no concelho da Marinha Grande. “Ainda há algumas zonas verdes por arder”, justificou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, às 12:35, estavam no local 82 bombeiros, apoiados por 21 viaturas e um meio aéreo. “Estão mais dois [meios aéreos] a caminho”, informou a mesma fonte.

Nesta zona já se tinham registado reacendimentos no domingo e na segunda-feira.