Novo crossover compacto na oferta da marca do double chevron, o C3 Aircross acaba de chegar aos concessionários nacionais do fabricante francês. Depois de um período em que, ainda sem qualquer unidade em Portugal, as encomendas podiam apenas ser feitas através do site oficial do construtor, o modelo apresenta-se agora, fisicamente, num (prolongado) fim-de-semana de portas abertas, e com preços a partir de 15.900€.

Proposta de forte personalidade e volumetria generosa, o novo C3 Aircross chega ao nosso país com uma oferta assente em três níveis de equipamento (Live, Feel e Shine) e seis motorizações – 1.2 PureTech a gasolina de 82, 110 e 130 cv, e 1.6 BlueHDi a gasóleo de 100 (com e sem Stop&Start) e 120 cv. Com a oferta, em termos de transmissão, a variar entre as caixas manuais de cinco e seis velocidades, e uma automática de seis relações.

Já no domínio do conforto e da tecnologia, destaque para a integração do programa Citroën Advanced Comfort, do sistema Grip Control com Hill Assist Descent e de nada menos do que 12 dispositivos de ajuda à condução. Sistemas a que se juntam ainda o head-up display, o Active Safety Brake, comutação automática de máximos, reconhecimento dos sinais de velocidade, Coffee Break Alert, Top Rear Vision, câmara de visão traseira com alcance de 180º e o Citroën ConnectNav 3D táctil. Este último a oferecer, durante três anos e sem quaisquer custos, diferentes serviços conectados, quando em conjunto com o Citroën Connect Box.

Inspirado no concept C-Aircross e com uma imagem muito própria, o C3 Aircross dispõe ainda de uma elevada capacidade de personalização. Há 85 combinações exteriores, três cores de tejadilho para as versões bitom e quatro packs Color, além de cinco harmonias para o interior.

No que a preços diz respeito, as notícias são ainda melhores do que o esperado: começam nos 15.900€ da versão de entrada 1.2 PureTech a gasolina de 82 cv, com caixa de velocidades manual e nível de equipamento Live, com o Feel a custar 17.300€, e o Shine 19.400€.

Já a variante intermédia deste mesmo motor, com 110 cv, tem como preços 18.500€ (Feel) e 20.600€ (Shine), valores a que a inclusão da caixa automática acresce mais 2.200€, ao passo que o PureTech mais potente, com 130 cv, exige em troca 21.400€ (Shine).

Nos diesel, valores a partir de 19.900€ para o 1.6 BlueHDI de 100 cv, com caixa manual e nível de equipamento de entrada, com o Feel a orçar em 21.300€, e o Shine em 23.400€. A partir daí, o mesmo motor, mas já com sistema Stop&Start, custa 23.600€ (Shine), enquanto a versão de 120 cv, e já com caixa manual de seis velocidades, orça em 22.300€ (Feel) e 24.400€ (Shine).