Hotelaria

15 novos hotéis para Lisboa em 2018

204

Número de novos hotéis anunciados para 2018 na capital é igual ao anunciado para 2017. Associações hoteleiras afirmam que Lisboa ainda tem capacidade e que a oferta atual "não é excessiva.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

São 15 os novos hotéis que irão abrir na cidade de Lisboa em 2018. Segundo avança o jornal de Negócios, a capital vai ganhar cerca de 1600 quartos. O número coincide com o números de unidades hoteleiras que tinham previsão de abertura para este ano.

A lista provém do cruzamento de informação de dados das consultoras imobiliárias JLL, CBRE, Worx e Cushman & Wakefield. A Associação de Turismo de Lisboa e a Associação da Hotelaria de Portugal confirmam o número à mesma publicação.

Em declarações, Raul Martins, presidente da Associação da Hotelaria de Portugal, afirma: “O aumento é para responder à procura. Estamos muito longe do máximo. O único problema de Lisboa é a capacidade do aeroporto”. Raul Martins, que é dono da cadeia de hotéis Altis, adianta ainda ao Negócios que o reforço da capacidade hoteleira em Lisboa “foi de 20%”, e que a “oferta não é excessiva” atendendo que atualmente a ocupação na cidade ronda os 75%.

Karina Simões, responsável pela área de hotelaria da JLL, explica que alguns dos 15 hotéis anunciados para 2018 podem nem chegar a abrir portas.

Estes são os novos hotéis anunciados:

  • Meliá Lisboa, Avenida Fontes Pereira de Melo, cinco estrelas, 239 quartos
  • Eurostars Expo, Avenida D. João II, cinco estrelas, 188 quartos
  • Turism Boulevard Hotel, Avenida da Liberdade, cinco estrelas, 100 quartos
  • The One Palácio da Anunciada, Rua das Portas de Santo Antão, cinco estrelas, 83 quartos
  • Palácio Ludovice, Rua de São Pedro de Alcântara, cinco estrelas, 66 quartos
  • Palácio Azul, Praça da Alegria, cinco estrelas, 40 quartos
  • The Ivens, Rua Ivens, quatro estrelas, 94 quartos
  • My Story Hotel Praça da Figueira, Praça da Figueira, quatro estrelas, 85 quartos
  • The Beautique R. Madalena, Rua da Madalena, quatro estrelas, 80 quartos
  • Real Maxime Hotel, Praça da Alegria, quatro estrelas, 70 quartos
  • My Story Hotel Rua Aurea, Rua Aurea, quatro estrelas, 58 quartos
  • Exe Parque das Nações, Avenida D. João II, três estrelas, 247 quartos
  • VIP Folque, Rua Filipe Folque, três estrelas, 131 quartos
  • Exe Duque de Loulé, Avenida Duque de Loulé, três estrelas, 140 quartos
  • My Story Hotel Rua Augusta, Rua de S. Nicolau, três estrelas, 55 quartos
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt
Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)