Polícia

Bens apreendidos em processos-crime vão passar a ser vendidos na plataforma e-leilões

740

Os bens apreendidos em processos-crime vão começar a ser vendidos na plataforma eletrónica e-leilões. O protocolo é assinado esta quarta-feira no Ministério da Justiça.

CARLOS BARROSO/LUSA

Os bens apreendidos, recuperados ou declarados perdidos a favor do Estado, em processos-crime ou resultantes de cooperação judiciária internacional, vão passar a ser vendidos na plataforma eletrónica e-leilões, segundo um protocolo que será esta terça-feira assinado.

Este protocolo, a celebrar entre o Ministério da Justiça, o Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) e a Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução (OSAE), vai permitir, através da plataforma e-leilões, a venda em leilão eletrónico dos bens apreendidos, recuperados ou declarados perdidos a favor do Estado, no âmbito de processos nacionais ou de atos de cooperação judiciária internacional, cuja administração é assegurada pelo gabinete de administração de bens do IGFEJ.

“Assim, por exemplo, um carro de alta cilindrada que seja apreendido pela Polícia Judiciária no âmbito de um processo-crime por tráfico de droga poderá ser, mediante a celebração deste protocolo, vendido em leilão eletrónico, permitindo assim a sua valorização, a dispensa de custos relacionados com armazenamento e manutenção e o incremento dos níveis de transparência, publicidade e celeridade”, explica a OSAE, em comunicado.

A plataforma e-leilões, desenvolvida e gerida pela Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução, está em funcionamento desde maio de 2016 e, desde setembro deste ano, também permite a venda de bens no âmbito dos processos de insolvência.

A cerimónia de assinatura do protocolo está agendada para as 11:30, no Ministério da Justiça, na presença da ministra Francisca Van Dunem, do presidente do Conselho Diretivo do IGFEJ, Joaquim Carlos Pinto Rodrigues, e do Bastonário da Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução, José Carlos Resende.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eleições

Contagem decrescente /premium

Manuel Villaverde Cabral

O grande problema do PS será prometer o fim da «geringonça» sem que as muletas do governo – o PCP, o BE e os seus eleitorados – lhe venham a negar uma maioria que o PS já só poderá fazer com Rui Rio. 

China

Os chineses vestem Prada /premium

Diana Soller

Depois de quatro décadas de crescimento, consolidação e expansão económica internacional não acreditar que Pequim veio para ficar como importante ator no sistema internacional só pode ser uma ilusão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)