O porta-voz da Marinha argentina anunciou esta quarta-feira que um “ruído anómalo” foi registado há uma semana, três horas após a última comunicação do submarino ARA San Juan, desaparecido no Atlântico no passado dia 15, com 44 tripulantes.

O capitão Enrique Balbi, porta-voz da Marinha argentina, explicou que foram informados de um registo oficial, na área de operação do submarino, para uma “anomalia hidro-acústica”, explicando que é um som que deve ser analisado.

O responsável recusou classificar o som detetado como uma explosão.

O submarino San Juan continua a ser procurado sem êxito no mar da Prata, numa área com um diâmetro de 300 quilómetros da linha da costa.

Há uma semana que aquela unidade da Armada argentina, que zarpou do porto de Ushuaia para uma missão de vigilância, se encontra desaparecida.

O submarino, de construção alemã, com propulsão diesel e elétrica, foi alvo de uma revisão profunda em 2014.