O ministro das Finanças de França, Bruno Le Maire, vai propor que o grupo dos 20 países mais poderosos debatam a regulação da moeda digital, por causa do “risco de especulação”.

Segundo a Reuters, que cita declarações do responsável ao canal LCI, a próxima reunião do G20 em abril poderá ter a bitcoin na agenda. “Vou propor ao próximo presidente do G20, a Argentina, que na cimeira do G20 em abril tenhamos uma discussão conjunta sobre a questão da bitcoin“, afirmou Bruno Le Maire.

A declaração de Bruno Le Maire surge no mesmo dia em que um ex-membro do Conselho do BCE (hoje presidente do suíço UBS), Axel Weber, avisa que a moeda digital cujo valor disparou este ano não é “sustentável” e questiona que seja algo que tenha “valor”. O responsável defende que é necessária uma regulação para as moedas digitais porque estão a entrar pequenos investidores e os riscos de perda são, na sua opinião, muito grandes.

O Reino Unido e outros governos da União Europeia estão a planear um ataque à bitcoin e às moedas digitais, com receios de que a moeda esteja a ser usada para branqueamento de capitais e fuga ao fisco, segundo notícias do início de dezembro.