Coreia do Sul

Kim Jong-hyun, vocalista da banda Shinee, morreu aos 27 anos

139

O vocalista da banda Shinee, a mais conhecida na Coreia do Sul pelo género musical K-pop, morreu aos 27 anos. Os fãs do cantor lamentaram a perda de um dos "príncipes do K-pop".

Kim Jong-hyun, o vocalista principal da famosa banda Shinee, morreu aos 27 anos. Segundo os media sul-coreanos, o cantor, conhecido como Jonghyun, foi encontrado inconsciente em sua casa, esta segunda-feira, e ao que tudo indica terá cometido suicídio.

Depois de a irmã de Kim fazer uma chamada de emergência, a polícia chegou ao apartamento do cantor, tendo-o depois levado para o hospital mais próximo, onde acabou por morrer, segundo o jornal The Guardian.

De acordo com a agência de notícias Yonhap, Kim enviou uma mensagem à irmã, pouco antes de morrer, que dizia o seguinte: “Por favor, deixa-me ir. Diz-me que eu fiz bem. Despedida final.”

Shinee é uma das bandas mais famosas da Coreia do Sul, mas alcançou também grande sucesso no Japão e noutros pontos do mundo. Os fãs do cantor não ficaram indiferentes e a notícia sobre a sua morte levou a uma onda de desabafos e publicações nas redes sociais.

A banda formou-se em 2008, com a ajuda da companhia SM Entertainment, e ficou conhecida pelo género K-pop — um género musical originário da Coreia do Sul, caracterizado por uma grande variedade de elementos audiovisuais. Alcançaram um grande sucesso no país, com a venda de milhares de álbuns.

A banda Shinee ganhou vários prémios pelas performances complexas, sendo também conhecida por ter levado várias modas para a Coreia do Sul, incluindo as skinny jeans. O grupo é frequentemente referido como sendo “os príncipes do K-pop”.

Jonghyun foi também bem sucedido na sua carreira a solo, tendo lançado o álbum “She Is”, em 2016, e duas compilações em 2015 e 2017. Em 2015, o cantor lançou o livro “Skeleton Flower”, que fala sobre as histórias das suas músicas.

O vocalista colaborou, ao longo da sua carreira, com muitos artistas e tinha um programa na estação de rádio coreana MBC. A última aparição do artista em palco foi num concerto a solo, este mês, em Seoul.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Impostos

Ode ao Portal das Finanças

José Miguel Pinto dos Santos

Pode ser que o Portal das Finanças tenha reduzido atritos entre cobradores e contribuintes, mas uma carga fiscal excessiva continuará sempre a gerar fuga aos impostos através de uma economia paralela

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site