Elon Musk, magnata da tecnologia, parece ter cometido um erro básico, mas absolutamente ‘fatal’ no Twitter para qualquer utilizador da rede social — ainda mais para alguém como Musk, que tem quase 17 milhões de seguidores. O presidente executivo da Tesla e da Space X enviou um ‘tweet’ ao chefe tecnológico da Oculus a pedir para conversarem e, com absoluta naturalidade, escreveu o número de telemóvel pessoal.

No ‘tweet’ dirigido a John Carmack podia ler-se “Tens um segundo para falar? O meu número de telemóvel é (…)”. Claro, a publicação foi apagada quase no imediato, mas houve quem conseguisse ficar com o número de Musk. E quem, como a CNBC, tentasse ligar.

Previsivelmente, Elon Musk não atendeu. Quando se tenta contactar o inventor do PayPal é-se recebido com uma mensagem automática, no mínimo, particular. “Pelos deuses, tu conseguiste”, ouve-se, em inglês. “De algum modo encontraste o teu caminho até mim. Ofereço as minhas congratulações e o meu respeito”.

A gravação que Elon Musk usa como ‘waiting ring’ é um segredo que originalmente pode ser encontrado no videojogo ‘God of War’, para a Playstation 2. No jogo estão escondidos dois números de telemóvel para os quais se pode ligar e ouvir gravações secretas do criador, David Jaffe, em diálogo com a personagem principal, Kratos.

O segredo em questão pode ser ouvido no YouTube, ligando para o número 1-800-613-8840 ou, caso tenha o número de Musk (que não deve ficar ativo durante muito tempo), ligando para o próprio. A Business Insider diz que o contacto parece mesmo pertencer-lhe, pois aparece disponível para enviar mensagem no Apple iMessage.

Não se sabe ao certo o porquê de Musk querer que John Carmack o contactasse — mas já se especula sobre qual seria o propósito da chamada. Carmack é co-fundador da Id Software, empresa que desenvolveu dois dos videojogos mais importantes da indústria: ‘Doom’, ‘Quake’ e ‘Wolfenstein 3D’. O norte-americano juntou-se à Oculus em 2013 e lá permanece, mesmo após a compra da empresa pelo Facebook, em 2014.

Musk, por sua vez, também tem história com videojogos: aos 12 anos desenvolveu e vendeu o jogo ‘Blastar a uma revista de computadores por 500 dólares. Considerando todos os fatores — a história de Musk, a vontade de falar com uma lenda dos videojogos e o ‘waiting ring’ com uma gravação de ‘God of War’ — não é descabido pensar que, talvez, o magnata esteja a dar pistas de que está a considerar aventurar-se na indústria do ‘gaming’.