Rádio Observador

Internet

Quer ligar para Elon Musk? O magnata revelou o número pessoal… por acidente

Engano ou Musk apenas a ser Musk? Não se sabe. O que importa é que o número de telemóvel do CEO da Tesla e da Space X está na internet, e reserva uma surpresa para quem tentar ligar.

Elon Musk, magnata da tecnologia, parece ter cometido um erro básico, mas absolutamente ‘fatal’ no Twitter para qualquer utilizador da rede social — ainda mais para alguém como Musk, que tem quase 17 milhões de seguidores. O presidente executivo da Tesla e da Space X enviou um ‘tweet’ ao chefe tecnológico da Oculus a pedir para conversarem e, com absoluta naturalidade, escreveu o número de telemóvel pessoal.

No ‘tweet’ dirigido a John Carmack podia ler-se “Tens um segundo para falar? O meu número de telemóvel é (…)”. Claro, a publicação foi apagada quase no imediato, mas houve quem conseguisse ficar com o número de Musk. E quem, como a CNBC, tentasse ligar.

Previsivelmente, Elon Musk não atendeu. Quando se tenta contactar o inventor do PayPal é-se recebido com uma mensagem automática, no mínimo, particular. “Pelos deuses, tu conseguiste”, ouve-se, em inglês. “De algum modo encontraste o teu caminho até mim. Ofereço as minhas congratulações e o meu respeito”.

A gravação que Elon Musk usa como ‘waiting ring’ é um segredo que originalmente pode ser encontrado no videojogo ‘God of War’, para a Playstation 2. No jogo estão escondidos dois números de telemóvel para os quais se pode ligar e ouvir gravações secretas do criador, David Jaffe, em diálogo com a personagem principal, Kratos.

O segredo em questão pode ser ouvido no YouTube, ligando para o número 1-800-613-8840 ou, caso tenha o número de Musk (que não deve ficar ativo durante muito tempo), ligando para o próprio. A Business Insider diz que o contacto parece mesmo pertencer-lhe, pois aparece disponível para enviar mensagem no Apple iMessage.

Não se sabe ao certo o porquê de Musk querer que John Carmack o contactasse — mas já se especula sobre qual seria o propósito da chamada. Carmack é co-fundador da Id Software, empresa que desenvolveu dois dos videojogos mais importantes da indústria: ‘Doom’, ‘Quake’ e ‘Wolfenstein 3D’. O norte-americano juntou-se à Oculus em 2013 e lá permanece, mesmo após a compra da empresa pelo Facebook, em 2014.

Musk, por sua vez, também tem história com videojogos: aos 12 anos desenvolveu e vendeu o jogo ‘Blastar a uma revista de computadores por 500 dólares. Considerando todos os fatores — a história de Musk, a vontade de falar com uma lenda dos videojogos e o ‘waiting ring’ com uma gravação de ‘God of War’ — não é descabido pensar que, talvez, o magnata esteja a dar pistas de que está a considerar aventurar-se na indústria do ‘gaming’.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)