O piloto francês Sébastien Loeb (Peugeot), que era segundo na geral nos carros do 40.º Rali Dakar, abandonou esta quarta-feira a prova depois de ter tido problemas nas dunas da quinta etapa, que causaram lesões ao copiloto Daniel Elena.

O monegasco sofreu lesões durante o primeiro troço cronometrado do dia, de 53 quilómetros, no qual Loeb, nove vezes campeão do mundo de ralis, perdeu tempo ao afundar-se, por duas vezes, em buracos por entre as dunas.

“Não vimos o buraco e batemos. O Daniel está mal”, disse o piloto, em declarações à France Télévision, que transmite a corrida.

Apesar disso, ambos continuaram a correr, ainda que tenham parado no primeiro waypoint, quando já estavam atrasados em duas horas e 45 minutos. Como vencedor da quarta etapa, Loeb ‘abriu’ a corrida e, por isso, não pôde beneficiar das marcas dos primeiros veículos a arrancarem para a quinta etapa.

Depois de ter vencido a quarta etapa, Loeb perseguia o colega de equipa e compatriota Stéphane Peterhansel, líder nos carros, mas acabou por abandonar na terceira participação na prova, depois do nono posto de 2016 e do segundo lugar em 2017.

Peterhansel, bicampeão em título e 13 vezes vencedor da prova, terminou hoje a quinta etapa no primeiro lugar, pelo que vai beneficiar da desistência do colega de equipa para solidificar a liderança.