A Orange estaria interessada na PT Portugal caso a empresa de Patrick Drahi e Armando Pereira decidisse vender a operação, de acordo com uma informação avançada pelo jornal francês Le Monde, que não especifica onde obteve esta informação. A Orange já veio, entretanto, garantir que não tem planos de avançar com tal investimento — foi o próprio presidente que diz que “não haveria forma” de comprar a PT Portugal, em entrevista à Bloomberg em Davos.

A Altice tem estado sob pressão nos mercados, devido ao endividamento elevado e tendências menos favoráveis nos resultados operacionais (sobretudo em França), pelo que tem avançado com algumas vendas de ativos. Não houve qualquer referência à possibilidade de vender uma operação tão relevante como a PT Portugal, que a Altice comprou em 2014 por cerca de sete mil milhões de euros, mas as fontes do Le Monde dizem que, se, por alguma razão, a Altice decidisse vender, a Orange (antiga France Télécom, que tem o Estado francês como acionista) estaria interessada.

Nesta fase, a Orange não vê com bons olhos investir demasiado em expansão ou aquisições, mas a empresa garante que está atenta a oportunidades que possam surgir no mercado europeu, segundo o Le Monde. Na opinião de um analista da casa de investimento Raymond James, a operação poderia fazer sentido para a Orange porque permitiria “reforçar a presença no mercado ibérico”. Do ponto de vista da Altice, o mesmo analista acredita que a valorização já subiu desde 2014, pelo que a Altice poderia fazer um pequeno lucro com a venda.