Apple

Apple Watch vende mais que Rolex e Swatch juntas

210

O último trimestre de 2017 foi o melhor de sempre para o Apple Watch. A fabricante do iPhone vendeu cerca de oito milhões de unidades, ultrapassando as vendas de toda a indústria suíça de relógios.

O primeiro Apple Watch foi lançado em 2015. O dispositivo conecta-se ao iPhone e permite ver no pulso notificações e aceder a controlos do telemóvel.

Getty Images

O mercado dos smartwatches cresceu, a Apple continua na frente e quer liderar todo o mercado de venda de relógios com o Apple Watch. A fabricante do iPhone nos últimos três meses de 2017 (que inclui a época de Natal) vendeu mais relógios que toda a indústria de relógios suíços, ultrapassando em vendas marcas como Rolex, Omega ou Swatch todas somadas.

Em apenas quatro meses a Apple vendeu cerca de oito milhões de unidades dos relógios inteligentes que fabrica, avançam empresas analistas de mercado como a Canalys e a IDC (International Data Corporation).

Francisco Jerónimo, diretor de investigação do departamento de consumo europeu para comunicações móveis e wireless do IDC partilhou no Twitter a notícia, afirmando que a Apple é “a maior fabricante de relógios do mundo”.
Segundo dados das mesmas empresas, a Apple em 2017 terá vendido cerca de 18 milhões de smartwatches. Foi em setembro que anunciou a terceira geração do Apple Watch, a Series 3, com mais bateria e um modelo com ligação à rede móvel. Apesar de não ter sido bem recebido pela crítica, este último modelo — que custa cerca de 400 euros — foi o principal responsável pelo “aumento de 50% em receitas”, disse Tim Cook a 1 de fevereiro, como cita o Business Insider.
Comparado directamente com a Rolex e a Omega — que têm relógios com preços bastante elevados — o feito da Apple poderia ser previsível. No entanto, em comparação com outros fabricantes suíços, como a Swatch (que tem relógios com preços bem mais em conta), estes números de vendas mostram uma nova tendência no mercado de wearables (tecnologia que se veste).
A Apple continua a ser a principal empresa no mercado de smartwatches, com cerca de 50% do mercado em relação a concorrentes como a Samsung ou Fitbit.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)