O treinador do Boavista disse esta sexta-feira que a sua expectativa para o jogo com o Benfica, sábado, para 23.ª jornada da I Liga de futebol, é conseguir “associar um bom resultado, que seria ganhar, a uma exibição consistente”.

Jorge Simão falava durante a conferência de imprensa de antevisão do jogo, perspetivando que o mesmo terá “uma envolvência muito forte” e que o “Estádio da Luz estará muito próximo da lotação completa”, o que, concluiu, será “um ambiente bom para os jogadores”.

“O campeonato aproxima-se do fim, o que faz com que para uma equipa como o Benfica, que luta pelo título, a margem de erro comece a ficar mais diminuída, porque são menos jornadas para poder recuperar pontos. Portanto, o Benfica é claramente favorito”, sustentou.

Jorge Simão estreou-se como técnico ‘axadrezado’ precisamente diante do Benfica, na sexta jornada, dois dias depois de ter sido apresentado, em 14 de setembro de 2017. Para surpresa geral, o Boavista venceu esse jogo, por 2-1, depois de ter estado a perder.

Os ‘axadrezados’ ocupavam então o 16.º posto do campeonato, com três pontos, e agora, 16 jogos e cinco meses depois, na véspera de novo embate com o Benfica – que sofreu no Bessa o único desaire no campeonato -, seguem no sexto lugar, com 30 pontos.

“Vai ser um jogo diferente, porque o Benfica está um pouquinho diferente e nós também. Se o resultado se mantivesse, para mim, era o ideal”, avaliou.

Jorge Simão disse não acreditar que o avançado brasileiro Jonas, que se lesionou na ronda anterior e é o goleador mor da prova, com 25 golos apontados, não jogue.

“Mesmo que isso viesse a acontecer, um Benfica fragilizado seria não jogar o Jonas e a vaga não ser ocupada”, afirmou.

O treinador boavisteiro vê um Benfica “diferente” do da primeira volta, “até por via dos jogadores que amanhã (sábado) vão entrar em campo, que serão diferentes”.

“Nós também estamos diferentes e melhores. Apesar de termos conquistado os três pontos na primeira volta, não fizemos um grande jogo. Foi uma primeira parte difícil para nós e na segunda conseguimos marcar dois golos e ganhar o jogo. Foi uma boa vitória, mas não foi um jogo muito bem conseguido”, analisou.

Jorge Simão referiu que a sua expectativa é ver o Boavista “associar um bom resultado, que seria ganhar, a uma exibição consistente” perante o Benfica, para que quem esteja de fora sinta que os seus “jogadores sabem o que estão a fazer dentro do campo”.

O treinador afirmou que o atual Boavista ainda não é o ‘Boavistão’ que brilhou no passado. “Caminhamos para lá. Estamos numa fase muito precoce para conseguir dizer isso. Estamos no caminho certo, a dar passos conscientes e sólidos”, disse.

Jorge Simão adiantou ainda que “o facto de o Boavista ter galgado algumas posições na tabela classificativa não é muito relevante”, desde logo porque, assinalou, “há uma diferença de um ponto entre quatro equipas”.

“Acredito que podemos ganhar ou, se não ganharmos, conquistar pontos e deixar uma imagem positiva, de uma equipa consistente, de rapaziada que sabe o que anda a fazer dentro do campo”, reforçou.

O Benfica, terceiro classificado, com 53 pontos, e o Boavista, sexto, com 30, defrontam-se, no sábado, para a 23.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, estando o encontro marcado para as 18:15, no Estádio da Luz, em Lisboa.