A Coreia do Norte cancelou o que seria um encontro histórico com o vice-presidente dos EUA. De acordo com a Casa Branca, a reunião iria acontecer durante os Jogos Olímpicos de inverno, na Coreia do Sul, mas Pyongyang suspendeu o compromisso em cima da hora.

Este seria o primeiro encontro entre governantes norte-americanos e norte-coreanos: o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, iria falar com Kim Yo-jong, a irmã de Kim Jong-un, e Kim Yong-nam, o chefe de Estado da Coreia do Norte. O The Guardian conta que a decisão de suspender o encontro surgiu depois de uma declaração de Mike Pence, em que este condenou as violações aos direitos humanos naquele país asiático e anunciou as sanções mais duras até agora.

O chefe de gabinete de Mike Pence explicou que “a Coreia do Norte suspendeu uma reunião na esperança de que o vice-presidente suavizasse a sua mensagem, o que lhes teria dado um palco mundial para fazer propaganda durante os Jogos Olímpicos.”

Esta Administração vai opôr-se ao desejo de Kim de branquear um regime assassino com fotografias bonitas nos Jogos Olímpicos. Se calhar foi por isso que desistiram da reunião ou talvez nunca tenham sido sinceros sobre a intenção de dialogar”, disse Nick Ayers, o chefe de gabinete do vice-presidente norte-americano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Durante os Jogos de inverno, na Coreia do Sul, Mike Pence sentou-se várias vezes a poucos metros de Kim Yo-jong, a irmã do líder norte-coreano, mas nunca trocaram uma palavra. Na semana passada, o vice de Donald Trump revelou que “não evitou a irmã do ditador, mas ignorou-a.” “Não achei que dar-lhe qualquer atenção naquele fórum fosse apropriado por parte dos Estados Unidos”, justificou Pence.

Os segredos da irmã de Kim, “a Ivanka Trump da Coreia do Norte”

Uma porta-voz do Departamento de Estado norte-americano disse ao Guardian que o vice-presidente “estava pronto para falar sobre a necessidade da Coreia do Norte abandonar os mísseis balísticos ilícitos e os programas nucleares.” Mas, sem qualquer aviso prévio, “membros do Governo norte-coreano decidiram não ir em frente com a reunião.” Heather Nauert acrescentou que “lamentam o falhanço em aproveitar esta oportunidade mas não vão pedir desculpa pelos valores americanos ou por chamar à atenção para o desrespeito pelos direitos humanos.”

EUA “preparados para qualquer eventualidade” quanto à Coreia do Norte

Ainda que não tenha reagido diretamente a esta questão, a Coreia do Norte já tinha referido que não tinha qualquer interesse ou intenção em encontrar-se com Mike Pence em PyeongChang durante os Jogos Olímpicos de inverno.