Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A proceder a uma renovação de toda a sua gama, cujo último passo foi o desvendar da nova V60, sendo que os próximos serão uma variante Cross Country desta carrinha e o sedan S60, dois modelos que chegarão com motores de combustão, a verdade é que a Volvo não esqueceu a “promessa” de tornar-se uma marca 100% eléctrica ou electrificada, dentro de apenas alguns anos. Intenção que foi reafirmada pelo CEO da Volvo Cars, Hakan Samuelsson, o qual assegurou que a actual família de motores de combustão, com turbocompressor, será a última do género a ser desenvolvida e comercializada pelo construtor de Gotemburgo.

A garantia foi deixada na apresentação da nova geração V60, em Estocolmo, na Suécia. Embora com uma nuance: apesar de estar nos planos da marca sueca não desenvolver mais motores de combustão, os que se encontram em comercialização deverão manter-se, pelo menos, durante os próximos sete anos. E, até mesmo a nova plataforma que está a ser concebida, mas que só deverá ser dada a conhecer em 2021, continuará a poder acoplar a actual geração de motores, ainda que fortemente modificados.

Shooting brakes? Pickup? Esqueçam!

Boa notícia para os fãs da marca é, certamente, a garantia também deixada pelo fabricante de que, mesmo com o crescimento da oferta em termos de SUV, a Volvo não pensa deixar de continuar a oferecer as suas emblemáticas carrinhas. As quais, segundo revelou o construtor, continuarão a desempenhar um papel fundamental no portefólio da marca. Já propostas mais de nicho, como as shooting brakes, coupés ou pickup estão fora dos planos. Pelo menos, de forma directa, pois podem vir a ser comercializados pela nova marca do grupo, a Polestar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR