Donald Trump

Eminem lança fortes críticas à NRA durante atuação

O rapper norte-americano aproveitou a performance nos iHeartRadio Music Awards, na Califórnia, para sugerir que a associação pró-armas manipula a política e a economia dos EUA.

O rapper norte-americano Eminem continua a utilizar a sua arte para transmitir fortes mensagens políticas. O mais recente alvo foi a National Rifle Association (NRA), organização que defende e promove a utilização de armas nos EUA. Segundo notícia avançada pelo The Guardian, o músico aproveitou uma actuação nos iHeartRadio Music Awards para acusar a associação de manipular política e economicamente os desígnios dos Estados Unidos.

Durante a performance, que decorreu em Inglewood, na Califórnia, Eminem adicionou à letra da canção Nowhere Fast uma nova estrofe:

This whole country is going nuts, and the NRA is in our way

They’re responsible for this whole production

They hold the strings, they control the puppet

And they threaten to take donor bucks

So they know the government won’t do nothing and no one’s budging

Gun owners clutching their loaded weapons

They love their guns more than our children

Traduzido para português, a letra diz: “Todo o país está a ficar maluco e a NRA está no caminho/ Eles são responsáveis por toda esta produção/ Eles puxam os cordéis, eles controlam o fantoche/ E eles ameaçam que tiram os dólares doados/ Eles sabem que o governo não vai fazer nada e ninguém vai ceder/ Proprietários de armas agarram as suas pistolas carregadas/ Eles amam as suas armas mais do que as nossas crianças”

A actuação foi introduzida por Alex Moscou, um dos sobreviventes do tiroteio na escola de Parkland, na Florida, que vitimou 17 pessoas. Moscou afirmou que ele e outros colegas seus estão fartos de “ouvir os políticos a enviar os seus pensamentos e orações e a não fazer nada que ajude a prevenir este tipo de tragédias”.

O ataque de Eminem à NRA surge depois de outro rapper, o norte-americano Common, também os ter criticado quando actuou na cerimónia dos Óscares, dizendo “tell the NRA they’re in God’s Way” (“Digam à NRA que eles estão-se a meter à frente de Deus”, em português).

A subtil referência ao “fantoche” Donald Trump é outro dos seus ataques ao Presidente dos EUA, tendo já usado a expressão noutra cerimónia de prémios, quando cantou Campaign Speech and The Storm, e numa entrevista à Vulture. Nessa polémica entrevista, Eminem disse que Trump lhe “põe o sangue a ferver”, acrescentando: “Também quero que o nosso país seja importante, quero que ele seja o melhor que consiga ser, mas não será com ele à frente do país”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: dlopes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)