As remessas dos emigrantes portugueses em Angola caíram 31,6% em fevereiro, para 8,95 milhões de euros, o que levou as remessas dos portugueses em todos os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) a descerem 27,7%. De acordo com os dados do Banco de Portugal, consultados esta quarta-feira pela Lusa, as remessas dos trabalhadores portugueses em Angola passaram de 13,08 milhões de euros, em fevereiro do ano passado, para 8,95 milhões, o que representa uma descida de 31,6%.

No total mundial, as remessas dos emigrantes portugueses desceram apenas 2,9% em fevereiro, passando de 287,9 milhões, em fevereiro de 2017, para 279,6 milhões, em fevereiro deste ano. Em sentido inverso, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países 42,6 milhões de euros, o que representa uma subida de 2,8% face aos 41,44 que tinham enviado em fevereiro do ano passado.

Os angolanos a trabalhar em Portugal enviaram apenas 750 mil euros, o que representa uma descida de 25% face ao milhão que tinham enviado para Angola em fevereiro do ano passado.