Portugal vai esta quarta-feira ao mercado para arrecadar até 1.250 milhões de euros através de dois leilões de Bilhetes do Tesouro (BT) a três e a 11 meses.

As linhas de BT leiloados têm maturidades em 21 de setembro de 2018 (três meses) e em 17 de maio de 2019 (11 meses) e o montante indicativo global é de mil milhões de euros a 1.250 milhões de euros, anunciou a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

No final de março, o IGCP realizou dois leilões de BT comparáveis: no leilão a três meses, Portugal colocou 300 milhões de euros a uma taxa de juro de -0,430% (ainda mais negativa do que a anterior) e no a 11 meses emitiu 950 milhões de euros com uma taxa de juro de -0,389% (menos negativa do a precedente).

Esta é a última ida ao mercado para financiamento de curto prazo do segundo trimestre e já estava definida pelo IGCP. Desde abril, Portugal foi ao mercado duas vezes para emitir BT, tendo colocado um total de três mil milhões de euros.