Portugal realiza esta quarta-feira dois leilões de Bilhetes do Tesouro a 6 e 12 meses com um montante indicativo global entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões de euros, foi anunciado.

Em comunicado, o IGCP – Agência da Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública informou que as maturidades dos dois leilões de quarta-feira são em 17 de setembro (seis meses) e em 18 de março de 2022 (12 meses).

Nos anteriores leilões com estas maturidades, em 20 de janeiro, Portugal colocou 1.500 milhões de euros, igual ao montante máximo anunciado, em BT a 6 e 12 meses, com os juros a descerem para mínimos de sempre.

A 12 meses foram colocados 750 milhões de euros em BT à taxa de juro média de -0,522%, mínima de sempre e inferior à registada em 16 de setembro, quando foram colocados 1.250 milhões de euros à taxa de juro média de -0,497%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A 6 meses foram colocados 750 milhões de euros em BT à taxa média de -0,554%, mínima de sempre, que compara com a verificada também em 16 de setembro, quando foram colocados 500 milhões de euros a -0,520%.

A procura atingiu 1.910 milhões de euros para os BT a 12 meses, 2,55 vezes o montante colocado, e 1.480 milhões de euros para os BT a 6 meses, 1,97 vezes o montante colocado.